• Guia

O governo decidiu manter para o dia 4 de novembro o início do horário de verão, de acordo com informações da assessoria da Presidência, confirmadas nesta segunda-feira, dia 15 de outubro. Não haverá, portanto, adiamento para o dia 18 de novembro, como havia sido comunicado pelo Palácio do Planalto no início deste mês.

A mudança havia sido pedida pelo Ministério da Educação para evitar prejuízos aos estudantes, já que a primeira prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) está marcada justamente para o dia 4 de novembro. O argumento é que a necessidade de adiantar os relógios em uma hora pode confundir os candidatos. O pedido foi avaliado, porém, não foi possível atender à demanda.

HORÁRIO DE VERÃO MAIS CURTO

Em dezembro de 2017, o presidente Michel Temer assinou decreto que encurtou o período de duração do horário de verão, que em geral começava no mês de outubro.

Na oportunidade, Temer atendeu a pedido do Tribunal Superior Eleitoral, para que o início do horário de verão não coincidisse com a data das eleições – o primeiro turno foi no último dia 7 e o segundo está marcado para o próximo dia 28.

O governo manteve como data final do horário de verão no terceiro domingo de fevereiro de 2019, dia 17.

Fonte: Veja

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura