O prazo para declaração do imposto de renda termina às 23h59mim da próxima terça-feira, dia 30. Segundo a Receita Federal, até o momento foram recebidas pouco mais de 21 milhões de declarações. No Rio Grande do Sul, 1,504 milhão de documentos foram enviados, 71,6% dos 2,1 milhões esperados. Restam ainda cerca de 9 milhões de brasileiros prestarem contas de seus rendimentos ao governo.

 

Neste ano a grande novidade é o Cadastro de Pessoa Física das crianças. Agora, todos os dependentes devem ser declarados com o número de CPF, o que proíbe, por exemplo, que o filho conste na declaração do pai e da mãe ao mesmo tempo. É obrigatória a declaração para aqueles que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018. Quem teve, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural. Contribuintes que receberam fundos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, no qual a soma totaliza superior a R$ 40 mil no ano passado.

 

Para acertar as contas com o leão, o contribuinte pode através do computador baixar o programa gerador do IR 2019, no site www.rfb.gov.br. Também pode declarar pelos aparelhos de celulares e tablets, baixando o aplicativo “Meu Imposto de Renda”. Ainda assim, os brasileiros podem acessar o site da Receita para obter informações.

 

A multa para o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo é de, no mínimo, R$ 165,74. O valor máximo corresponde a 20% do imposto devido. As restituições começarão a ser pagas em junho e seguem até dezembro para os contribuintes cujas declarações não caíram na malha fina.

Fonte: Estadão

Por: Bruna Falcão

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura