Na madrugada de quarta-feira, dia 2, o senado decidiu por manter o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) para pessoas que recebem até dois salários mínimos. O benefício vale para trabalhadores que possuem carteira assinada há pelos menos 5 anos.

 

Para aprovação da medida, era preciso que 49 parlamentares votassem a favor da medida, porém apenas 42 votaram a favor e outros 30 votaram contra. Com a folga do resultado, a mudança na reforma não precisará voltar para a Câmara. A medida contentiva acarretaria na economia de 76,20 bilhões para o governo nos próximos 10 anos.

 

Ainda serão votadas outras seis mudanças na proposta. Após essas votações, a Reforma da Previdência deverá passar por um segundo turno decisório, previsto para até o dia 10 de outubro. O presidente do Senado, Davi Alcombre, marcou a continuação do debate sobre essas questões para às 11 horas, desta quarta-feira.

 

Relembre as mudanças propostas pela reforma:

  • Idade mínima para se aposentar
  • Tempo mínimo de contribuição
  • Nova fórmula de calcular o valor da aposentadoria
  • Idade e tempo de contribuição dos servidores públicos
  • Transição para quem está prestes a se aposentar
  • Novo cálculo da pensão por morte

Fonte: Uol/GaúchaZH

Por: Erika Dal'Carobo

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura