• Guia

Seguro defeso será pago aos pescadores no final deste mês

O seguro defeso, auxílio pago a pescadores no período em que as pescas na Bacia do Uruguai são proibidas, começará a ser pago no final deste mês. Em São Borja, 196 pescadores artesanais têm direito ao benefício.

O auxílio corresponde a 1,5 salário mínimo e é pago até o mês de janeiro. A pesca do dourado e surubi continua proibida e a liberação por parte do Estado depende de estudo técnico aprofundado.

Entre os pescadores existe o consenso que já houve repovoamento das duas espécies, sendo possível, sem prejuízos, a retomada da licença.

Os pescadores artesanais habilitados a receber o seguro defeso, homens e mulheres, são ligados à associação de São Borja da categoria e à Colônia Z-21.

Bancários rejeitam proposta e mantêm greve em todo o Brasil

Os bancários recusaram pela segunda vez a proposta de reajuste salarial feita pelos bancos. Na reunião desta terça-feira (20) entre sindicalistas e representantes das instituições financeiras, a Federação Nacional dos Bancos ofereceu 7,5% de reajuste e retirou o pagamento de abono de R$ 2,5 mil feito na primeira proposta.

O comando nacional dos bancários, no entanto, considerou a proposta insuficiente e não levará o valor para assembleia. Os bancários querem reajuste de 16%, incluindo aumento real de 5,6%.

A greve dos bancários começou no dia 6 de outubro. Uma nova rodada de negociações está marcada para esta quarta-feira, às 14h, em São Paulo.

Fonte: Rádio Gaúcha

Greve dos bancários continua em São Borja

A greve dos bancários, que completa três semanas, teve adesão de mais instituições na segunda-feira, em São Borja.

Agora, HSBC, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Santander e Itaú estão com as atividades paralisadas.

Apenas o Banco do Brasil e Banrisul prestam atendimento normal. Os caixas eletrônicos, mesmo nos bancos paralisados, funcionam normalmente.

Greve dos bancários tem adesão de novas instituições

A greve dos bancários, que completa três semanas amanhã, teve adesão de mais instituições nesta segunda-feira, em São Borja.

Agora, HSBC, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Santander e Itaú estão com as atividades paralisadas. Apenas o Banco do Brasil e Banrisul prestam atendimento normal.

Os caixas eletrônicos, mesmo nos bancos paralisados, funcionam normalmente.

Venda de animais na Fenaoeste supera R$ 1 milhão

A Fenaoeste possui uma importância significativa para a economia local e regional. Além da grande diversidade de shows, temos os remates que movimentam a feira.

Na edição deste ano, com todo o cenário econômico atual e clima que influenciaram, diretamente, as vendas, foram acima da média. No leilão Capiati, 132 bovinos da Raça Braford foram comercializados, resultando em R$ 642.900 mil.

Já no Leilão Aliança Genética, das Cabanhas Ave Maria, Corticeira, Pitangueira e convidados, 338 animais das raças Angus, Brangus, Braford e Hereford foram vendidos, totalizando R$ 964.730 mil.

Os 13 ovinos vendidos geraram R$ 27.200 mil. A venda total de animais alcançou R$ 1.634.83,00 O Leilão Núcleo Angus, que estava marcado para o dia 12, acontece na próxima quinta-feira (21), na pista de Remates, do Parque de Exposições Serafim Dornelles Vargas.

Sindicato dos Bancários em São Borja tenta adesão de novos bancos

A segunda semana da greve dos bancários no país permanece sem perspectiva imediata de solução. Em São Borja, estão paradas as agências da Caixa Econômica Federal e HSBC, enquanto segue a tentativa de convencimento para adesão a funcionários do Banco do Brasil, Banrisul e Bradesco.

Em algumas dessas agências bancárias o atendimento já é parcial. Os bancários pedem 16% de reajuste salarial, mas a Federação dos Bancos oferece 5,5%.

A reivindicação também inclui um piso salarial de R$ 3.290 mil, auxílio-creche de R$ 786, além do fim de metas para os bancários.

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura