• Guia

Prazo para pedir isenção do IPTU termina nesta terça-feira

Termina nesta terça-feira, 30, o prazo para solicitar isenção no pagamento de IPTU e Taxa de Lixo à prefeitura em São Borja, no exercício de 2015.

Para pedir isenção de IPTU, o contribuinte tem que ser proprietário de apenas um imóvel, com área construída até 90 metros quadrados e a renda mensal não pode ultrapassar um salário mínimo e meio.

Já para solicitar isenção da Taxa de Lixo, o imóvel não pode ser na área central da cidade, o terreno não pode exceder a 900 metros quadrados e a área construída, a 120 metros quadrados.

Deve ser preenchimento requerimento-padrão, na secretaria de Administração e Fazenda, no período da manhã, sendo o caso depois examinado por comissão técnica.

Dos 17 mil imóveis urbanos com imposto lançado pela Fazenda municipal, normalmente dois mil a cada ano garantem a isenção, com base em lei em vigor.

Linha de ônibus entre São Borja e Santo Tomé deve ser reativada

Seguem as negociações para que possa ser restabelecido o serviço regular da linha de ônibus internacional que liga as localidades de São Borja e Santo Tomé, na fronteira brasileiro-argentina.

O serviço está suspenso desde 2013, sob o argumento de baixa demanda, mas hoje a reivindicação é de que muitos usuários, especialmente brasileiros que estudam Medicina em Santo Tomé e trabalhadores no Centro Unificado de Fronteira da Ponte da Integração necessitariam dos serviços.

A Câmara Legislativa Binacional São Borja-Santo Tomé vem se mobilizando pela retomada da linha, tendo recebido comunicação oficial do subsecretario de Transporte Automotor da Argentina, Edgardo Colombini, de que o processo está andamento. Ele explica que empresa concessionária para a linha, a Crucero del Norte, desistiu, mas outras duas teriam interesse.

As novas candidatadas são as empresas El Cometa e Rio Uruguay, sendo avaliadas as propostas. A distância aproximada entre São Borja e Santo Tomé é de 15 quilômteros e a ligação acontece através da ponte internacional e do rio Uruguai.

Aumento do dissídio coletivo ainda não foi definido

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação em São Borja já promoveu duas rodadas de conversações e não tem conseguido realizar avanços nas negociações do dissídio coletivo da categoria em 2015.

A data-base é o mês de junho e, por enquanto, está longe de um entendimento, conforme o presidente do sindicato operário, Hugo Chimenes. Em função do impasse, já está sendo programada uma reunião do sindicato dos industriários para novas articulações.

O pedido é de reposição da inflação sobre o piso salarial de R$ 1.067,00, ou seja, 5% o que totaliza um aumento de R$ 1,3 mil reais, além de manutenção das cláusulas sociais.

Leilão de bens acontece nesta terça-feira em São Borja

A prefeitura de São Borja realiza nesta terça-feira (16), às 10h, um leilão de bens móveis e imóveis.

Entre os bens móveis, considerados inservíveis, estão veículos como: micro-ônibus, tratores, reboque, sucatas de moto niveladoras, peças, equipamentos, móveis, ferro e sucatas em geral. Em relação aos imóveis são terrenos localizados na cidade e interior do município.

No total, são 32 lotes de bens móveis inservíveis e 17 lotes de bens imóveis. Os imóveis urbanos de maior valor têm lance inicial superior a R$ 600 mil.

Pessoas físicas e jurídicas podem participar do pregão. O leilão acontece no Departamento de Material e de Patrimônio da Prefeitura.

Mais detalhes podem ser encontrados no site www.saoborja.rs.gov.br.

Diminuiu o número de registros no SPC em São Borja

Diminuiu o número de registros no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) em São Borja. Novos dados foram divulgados nessa semana.

Segundo o gerente da Associação Comercial e Industrial de São Borja, Alex do Carmo Prado, o índice para incluir o nome de devedores no sistema caiu 13,36 %. Entre janeiro a maio deste ano, foram incluídos 2.325 consumidores no cadastro.

Em 2014, neste mesmo período, foram 2.636 registros realizados por estabelecimentos comerciais do município.

CDL faz projeção sobre vendas no dia dos namorados

O presidente da Câmara de Dirigentes Logistas de São Borja, Wolmi Oliveira, faz projeção positiva para a comercialização no dia dos namorados, que será comemorado na próxima sexta-feira, dia 12 de junho. O clima é de otimismo entre os lojistas, mesmo com as projeções negativas para a economia em nível nacional.

Segundo Oliveira, o comércio está reagindo e um aumento na movimentação de clientes já é registrado na cidade. Outro fator que é destacado como determinante para o aumento na comercialização é o inicio antecipado da campanha de dia dos namorados pelo comércio.

Os meses de abril e maio foram considerados ruins pela CDL no número de vendas, mas junho já está começando com reação. A estabilização do clima e a queda nas temperaturas serão fatores determinantes para o comércio de São Borja nos próximos meses. O consumidor está mudando o seu perfil de compra, segundo o Presidente da CDL, Wolmi Oliveira.

Para o dia dos namorados é observado que a maioria das pessoas vai presentear alguém, mas antes de realizar a compra, o consumidor primeiro faz os cálculos para saber o valor que pode gastar. Até o ano passado as pessoas buscavam um produto e realizavam a compra.

Neste ano elas determinam o valor que podem gastar e aí passam a procurar o presente, de acordo com Oliveira. Não é esperada uma elevação no número de vendas, se comparado com o mesmo período em 2014, mas se projeta que a comercialização continue com os mesmos números do ano passado.

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura