Aumento na gasolina chega a R$ 0,15 em São Borja

A nova alta do preço dos combustíveis pegou a todos de surpresa, na capital a suba chegou a R$ 0,10. Em São Borja, a situação não é diferente. A nova majoração é atribuída aos constantes aumentos aplicados ao álcool anidro, que representa 27% na adição à gasolina.

Desde a terça-feira, os postos, em São Borja, estão aumentando os preços de forma gradativa, à medida que os estoques são repostos pelas distribuidoras. A diferença chega a R$ 0,15. Em janeiro de 2016, uma alta significativa nos combustíveis do Rio Grande do Sul deve acontecer por conta da majoração nas alíquotas de ICMS.

Número de imóveis tributados pode aumentar em São Borja

Há mais de um ano uma empresa, contratada pela Prefeitura de São Borja, faz o reinventário dos imóveis urbanos na cidade. O objetivo é identificar esses imóveis e a área construída. Atualmente, existem cerca de 17 mil imóveis tributados, a expectativa é de que esse numero chegue a 23 mil.

O secretário da Fazenda, Bruno Maurer, confirma que os critérios de incidência do Imposto sobre Propriedade Territorial Urbana vão mudar. O valor dos imóveis, que está defasado, também será corrigido.

Seguro defeso será pago aos pescadores no final deste mês

O seguro defeso, auxílio pago a pescadores no período em que as pescas na Bacia do Uruguai são proibidas, começará a ser pago no final deste mês. Em São Borja, 196 pescadores artesanais têm direito ao benefício.

O auxílio corresponde a 1,5 salário mínimo e é pago até o mês de janeiro. A pesca do dourado e surubi continua proibida e a liberação por parte do Estado depende de estudo técnico aprofundado.

Entre os pescadores existe o consenso que já houve repovoamento das duas espécies, sendo possível, sem prejuízos, a retomada da licença.

Os pescadores artesanais habilitados a receber o seguro defeso, homens e mulheres, são ligados à associação de São Borja da categoria e à Colônia Z-21.

Bancários rejeitam proposta e mantêm greve em todo o Brasil

Os bancários recusaram pela segunda vez a proposta de reajuste salarial feita pelos bancos. Na reunião desta terça-feira (20) entre sindicalistas e representantes das instituições financeiras, a Federação Nacional dos Bancos ofereceu 7,5% de reajuste e retirou o pagamento de abono de R$ 2,5 mil feito na primeira proposta.

O comando nacional dos bancários, no entanto, considerou a proposta insuficiente e não levará o valor para assembleia. Os bancários querem reajuste de 16%, incluindo aumento real de 5,6%.

A greve dos bancários começou no dia 6 de outubro. Uma nova rodada de negociações está marcada para esta quarta-feira, às 14h, em São Paulo.

Fonte: Rádio Gaúcha

Greve dos bancários continua em São Borja

A greve dos bancários, que completa três semanas, teve adesão de mais instituições na segunda-feira, em São Borja.

Agora, HSBC, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Santander e Itaú estão com as atividades paralisadas.

Apenas o Banco do Brasil e Banrisul prestam atendimento normal. Os caixas eletrônicos, mesmo nos bancos paralisados, funcionam normalmente.

Greve dos bancários tem adesão de novas instituições

A greve dos bancários, que completa três semanas amanhã, teve adesão de mais instituições nesta segunda-feira, em São Borja.

Agora, HSBC, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Santander e Itaú estão com as atividades paralisadas. Apenas o Banco do Brasil e Banrisul prestam atendimento normal.

Os caixas eletrônicos, mesmo nos bancos paralisados, funcionam normalmente.

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura