Venda de animais na Fenaoeste supera R$ 1 milhão

A Fenaoeste possui uma importância significativa para a economia local e regional. Além da grande diversidade de shows, temos os remates que movimentam a feira.

Na edição deste ano, com todo o cenário econômico atual e clima que influenciaram, diretamente, as vendas, foram acima da média. No leilão Capiati, 132 bovinos da Raça Braford foram comercializados, resultando em R$ 642.900 mil.

Já no Leilão Aliança Genética, das Cabanhas Ave Maria, Corticeira, Pitangueira e convidados, 338 animais das raças Angus, Brangus, Braford e Hereford foram vendidos, totalizando R$ 964.730 mil.

Os 13 ovinos vendidos geraram R$ 27.200 mil. A venda total de animais alcançou R$ 1.634.83,00 O Leilão Núcleo Angus, que estava marcado para o dia 12, acontece na próxima quinta-feira (21), na pista de Remates, do Parque de Exposições Serafim Dornelles Vargas.

Sindicato dos Bancários em São Borja tenta adesão de novos bancos

A segunda semana da greve dos bancários no país permanece sem perspectiva imediata de solução. Em São Borja, estão paradas as agências da Caixa Econômica Federal e HSBC, enquanto segue a tentativa de convencimento para adesão a funcionários do Banco do Brasil, Banrisul e Bradesco.

Em algumas dessas agências bancárias o atendimento já é parcial. Os bancários pedem 16% de reajuste salarial, mas a Federação dos Bancos oferece 5,5%.

A reivindicação também inclui um piso salarial de R$ 3.290 mil, auxílio-creche de R$ 786, além do fim de metas para os bancários.

Comércio registrou queda nas vendas para o Dia das Crianças

A venda do Dia das Crianças registrou queda em 2015. A expectativa da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo era atingir R$ 250 milhões em vendas, valor que foi registrado em 2014.

Neste ano, as vendas não passaram de R$ 243 milhões, o que representa um recuo de 3%, se comparado com o mesmo período do ano passado. Vestuário e brinquedos foram os itens mais comprados. O valor médio dos presentes ficou em R$ 75, segundo a AGV.

Em São Borja, a projeção inicial é que também tenha diminuído a comercialização para o dia das crianças. Segundo presidente do Sindilojas, Ibraim Mahamud, na cidade a estimativa é mesma e a queda também foi de 3%.

A grande quantidade de chuva e o feriado do dia 10, que caiu no sábado, são os fatores apontados. Neste ano, não foi realizado o acordo para a possibilidade de abertura do comércio no feriado municipal, devido ao não acerto do dissídio coletivo entre Sindicato dos Comerciários e Sindilojas.

Comércio estará fechado no feriadão em São Borja

O Sindilojas e Associação Comercial e Industrial alertam para o fato de que o comércio de São Borja ficará três dias fechados, de sábado a segunda-feira. Isso se deve ao fato de que, além do recesso normal de domingo, neste sábado é feriado municipal de São Francisco de Borja e segunda-feira é feriado nacional de Nossa Senhora Aparecida.

Segunda também é Dia da Criança e, com isso, o alerta do presidente do Sindilojas, Ibrahim Mahmud, é de que a compra de presentes tem de ocorrer até hoje. O mesmo vale para as demais compras de suprimento para o final de semana prolongado.

Preço do pão vai aumentar nos próximos dias

A previsão é que o preço do pão aumente até 20% nos próximos dias no Rio Grande do Sul. O motivo é o aumento do custo do trigo importado, devido às elevadas cotações do dólar em relação ao real.

Uma tonelada do cereal, que vinha sendo comprada no exterior por 720 dólares, aumentou para 1.080 dólares. A indústria moageira argumenta que não tem como suportar a alta, pois das onze milhões de toneladas de trigo gastas por ano, cinco mil são importadas.

Mais bancos aderem à greve em São Borja

No início dessa semana os bancários de São Borja decidiram aderiram a parlisação nacional dos bancos. Os bancários rejeitaram a oferta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

Eles pedem um reajuste de 16% e a Fenaban ofereceu aumento de 5,5%, frente a uma inflação de 9,88%. Na segunda-feira, apenas os bancos HSBC e a Caixa Econômica Federal estavam com as atividades paralisadas, e o Banco Itaú encontrava-se funcionando parcialmente.

Após negociações entre o Presidente do Sindicato dos Bancários, Jânio de Brum, e os outros bancos da cidade, a adesão ao movimento foi ampliada.

A informação atual é de que estão sem funcionamento também, nesta quinta-feira, dia 8, os bancos Bradesco e o Itaú, que até então funcionava parcialmente, mas hoje, encontra-se com suas operações suspensas.

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura