• Guia

Comércio são-borjense está otimista nas vendas para o Dia das Mães

Faltando menos de cinco dias para o Dia das Mães, as pesquisas apontam queda nas vendas, entretanto o comércio são-borjense tem expectativa de arrecadar o mesmo que o ano passado, “apesar da situação econômica e política do país, é arrecadar-se o mesmo do ano passado”, conta o Presidente da Acisb, Pedro Quoos. 

Por Léslie Bernicker

Faturamento da safra de soja pode trazer R$ 19,3 milhões ao estado

Os grãos são responsáveis por garantir o sustento dos agricultores, sendo a soja uma das principais culturas agrícolas do estado, este ano a safra pode ter faturamento bruto de R$ 19,3 milhões ao Rio Grande do Sul.

A seca é o que prejudica a economia gaúcha e isso faz com que haja queda no Produto Interno Bruto (PIB). As maiores reduções registradas no século XXI aqui no estado foi em 2005, quando o índice caiu 2,8%, e em 2012 que caiu pra 1,5%. Já no ano passado a queda foi maior ainda, de 3,4%. O agricultor José Hemuth Steffen conta que o clima ajudou muito este ano.

A soja representação mais de 20% das vendas externas do estado, colocando o Rio Grande do Sul no ranking dos quatro principais exportadores do país.

Para melhorar o plantio são feitos vários investimentos, tanto nas sementes e adubos, quanto na manutenção das máquinas utilizadas no plantio e colheita.

 Por Nathalia Nolibos

Fonte: G1

Município encaminhará demandas ao Núcleo de Integração da Faixa de Fronteira do RS

O Núcleo de Integração da Faixa de Fronteira do RS encaminhou ofício à Prefeitura de São Borja, informando que foram retomadas as atividades do grupo. O Núcleo é formado por representantes do Gabinete do Governador, da Secretaria da Casa Civil, da Secretaria do Planejamento e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e tem o objetivo de receber demandas dos municípios de todas as áreas para encaminhamento nos órgãos competentes.

Nesse sentido, por determinação do prefeito Farelo Almeida, na próxima segunda-feira, dia 2 de maio, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Relações Internacionais, Joni Kaercher, estará em Porto Alegre em audiência com o diretor de Relações Internacionais da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Leonardo Gonçalves para fazer os encaminhamentos de São Borja.

Kaercher explica que o Núcleo identifica e sistematiza as demandas municipais, analisando as propostas de ações e traçando metas com o intuito de promover o desenvolvimento econômico e social das localidades de fronteira.

Fonte: Decom/Prefeitura

Sobe para 0,51% a prévia da inflação oficial em abril

Prévia da inflação oficial do País, o IPCA-15 está apontando avanço para abril. O indicador ficou em 0,51%. No mês passado, foi de 0,43%.

A trégua passou rápido. Os alimentos subiram bastante e estão empurrando a inflação para cima.

Além das frutas, outros produtos ficaram mais caros de um mês para o outro. O IBGE destaca o açaí (11,80%), cenoura (8,77%), leite (5,76%), hortaliças (5,02%), batata-inglesa (4,80%) e feijão-carioca (4,19%). Por outro lado, o tomate (-8,63%) e a cebola (-3,35%) ficaram mais baratos.

Pressão também dos preços dos remédios. Ficaram em média 2,64% mais caros, com reflexo parcial do reajuste anual autorizado no fim de março.

Fonte: Rádio Gaúcha

Termina nessa semana o pagamento antecipado do IPVA

Termina na próxima quinta-feira (31) o prazo para que o motorista faça o pagamento antecipado do IPVA no Rio Grande do Sul. O desconto máximo, em março, chega a 20,8%.

No mesmo dia, vence também a terceira parcela de quem optou, ainda em janeiro, em dividir o imposto em três vezes. Proprietários que até agora não fizeram o pagamento devem ficar atentos para o calendário para quitação conforme o número final da placa do veículo, que vigora apenas no mês de abril.

Na próxima segunda-feira já é a data-limite para placas com final UM, e o vencimento dos números seguintes ocorre sempre a cada dois dias úteis. Devem pagar o IPVA proprietários de veículos fabricados a partir de 1997.

Comércio registra queda nas vendas para argentinos

Aconteceu uma diminuição significava nas últimas semanas de argentinos realizando compras no comércio de São Borja. A instabilidade política no país e a diminuição no preço do dólar e peso são fatores apontados para a queda.

O presidente do Sindilojas, Ibraim Mahamud, espera que aconteça uma estabilidade política nos próximos meses, que acabará resultando em melhora das vendas no comércio. Quando acontecem momentos como os que estão sendo registrados nas últimas semanas, acaba acontecendo uma insegurança no consumidor para realizar novas compras, tanto à vista como a prazo.

Os argentinos representaram nos últimos meses um incremento bastante positivo para o comércio local. Em dezembro, por exemplo, segundo dados do Sindilojas, a comercialização se manteve em patamares positivos, graças aos clientes estrangeiros.

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura