Definição sobre novo valor do salário mínimo regional fica para fevereiro

O governador em exercício, José Paulo Cairoli, afirmou nesta quarta-feira, dia 20, que a discussão sobre o novo valor do salário mínimo regional no Rio Grande do Sul foi estendida para fevereiro. Segundo ele, a intenção é chegar a um acordo, entre o que é reivindicado pelos trabalhadores e aquilo que as entidades empresariais podem oferecer.

Se não houver acerto, diz o governador, a decisão terá que ser política. Para que um novo valor possa entrar em vigor, é necessário que o Piratini encaminhe um projeto para a Assembleia Legislativa. Depois, o texto precisa ser aprovado pelos deputados. A data-base para os reajustes é 1º de fevereiro. Em negociações recentes, os trabalhadores pediram inicialmente aumento de 11,55%, mas os empresários rejeitaram. Hoje o mínimo parte de R$ 1.066.

Final de semana foi de grande movimento na Ponte da Integração

Ponte da Integração registra o maior movimento de ingresso de turista argentino, desde o início do ano, neste domingo, dia 17. A previsão de grande movimento já era esperada pela empresa Mercovia. De acordo com Alcir Jordani, gerente comercial da empresa, no sábado, dia 16 entre entrada e saída de argentinos o movimento foi de mais de 11mil pessoas.

Já no domingo o movimento foi de cerca de 10mil pessoas, mas nesse dia o movimento de ingresso foi o maior registrado até o momento. Apesar da movimentação, no domingo, o tempo de espera para realizar a documentação foi de cerca de 2hs.

Novamente o movimento fez com que muitos argentinos foram obrigados a passar a noite dentro dos carros na própria Mercovia, além de hotéis em São Borja, ficaram lotados hotéis de toda a região.

Alguns hotéis aproveitaram a oportunidade para subir os preços cobrados por quarto. Em um hotel da cidade, por exemplo, o valor cobrado para quatro pessoas normalmente, é de R$250,00, mas nesta temporada de veraneio, o valor está sendo cobrado em torno de R$600,00, mais de 100% de acréscimo.

Apesar dos preços, todos os hotéis estiveram lotados. Desde o dia 01 de janeiro, até esse momento, a Ponte Integração de São Borja/Santo Tomé, registrou a entrada de 62 mil turistas argentinos. Saindo do Brasil já foi registrado 25mil turistas regressando ao seu país de origem.

Prefeitura vai pagar 13° salário atrasado aos funcionários públicos municipais

A Secretaria Municipal de Administração e Fazenda em São Borja prevê pagar até segunda-feira (11), a 2° parcela de décimo terceiro salário pendente de 2015. Ao todo, deverão receber o direito 550 servidores municipais.

Esses servidores, por alguma razão, não tomaram empréstimo no Banrisul para dispor do dinheiro em dezembro, segundo acerto com a prefeitura. O secretário Bruno Maurer diz que a verba para o pagamento já está disponível.

A prefeitura está em fase de ajuste o sistema contábil e operacional, devido à troca de exercício, por isso nesta semana não aconteceu expediente externo na secretaria da Fazenda municipal.

Além do pagamento do 13° salário, está prevista para próxima semana a quitação das dividas pendentes a fornecedores.

Campanha busca vagas para hospedar argentinos em São Borja

A Mercovia, empresa concessionária e responsável pelos serviços na Ponte da Integração, está realizando uma campanha em São Borja para que mais acomodações possam ser colocadas à disposição dos argentinos que se deslocam ao litoral brasileiro.

O fluxo de turistas está acima da média projetada. O gerente comercial da Mercovia, Alcir Jordani, informa que cerca de 30 mil veranistas de vários pontos da Argentina já realizam o ingresso no Brasil por São Borja.

Somente no último domingo (03), oito mil turistas passaram pelo Centro Unificado de Fronteira. Como resultado dessa grande demanda, faltaram vagas nos hotéis da cidade e região. Municípios como São Luiz Gonzaga, Santo Ângelo e Ijuí tiveram lotação máxima durante o último final de semana. "Cerca de 50 famílias argentinas tiveram de dormir nos próprios carros, no Centro Unificado de Fronteira da ponte", relata Jordani.

Com isso, a Mercovia está realizando uma campanha que tem o objetivo de conseguir novas opções de ocupação em pensões, pousadas ou mesmo em residências que tenham espaços para aluguel temporário.

O próximo grande fluxo é previsto para entre 15 e 17 de janeiro, não apenas de entrada dos argentinos, mas também daqueles que já estarão voltando da temporada de férias.

Os interessados em participar devem entrar em contato pelos telefones (55) 3431-2207 ou (55) 3431-4242.

Comércio registra aumento nas vendas para argentinos

Além dos hotéis que estão com grande movimento, devido ao ingresso de turistas argentinos no Brasil através de São Borja, o comércio já contabiliza resultados positivos com os visitantes.

Os índices de vendas deverão se manter com níveis positivos durante janeiro. O presidente do Sindilojas, Ibrahim Mahmud, calcula que até 10% das vendas no comércio da cidade sejam para argentinos.

Além de alguns turistas, a procura é de moradores da fronteira, que realizam compras em supermercados, lojas de calçados, confecções e eletrodomésticos.

A retirada de imposto de 35% nas compras com cartão no exterior estimula os visitantes, diz Mahmud.

Argentinos lotam hotéis de São Borja

O grande número de argentinos que está ingressando no Brasil através de São Borja acabou resultando em lotação dos hotéis. Muitos turistas não encontraram vagas e precisaram seguir viagem no último final de semana.

Segundo a gerente de um dos hotéis na cidade, Angelita Schifelbeien, essa foi a maior ocupação desde o início de 2015. Assim como viajam em grupos, os veranistas também preferem acomodar toda a família em um mesmo apartamento, o que obriga os hotéis à improvisação.

Já há reservas para a próxima quinzena, segundo Angelita. Outro segmento com incremento significativo de movimento é o dos restaurantes, que registraram fluxo acima da média, principalmente no sábado (02) e domingo (03).

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: folhadesaoborja@gmail.com

assinatura