• Guia

Número de argentinos já é menor para férias no litoral brasileiro

Mesmo que em proporção menor, ainda continua sendo registrado o fluxo de turistas argentinos passando pela Ponte da Integração São Borja - Santo Tomé, com destino ao Litoral Sul do Brasil. Apesar da temporada quase encerrada, no final de semana, a empresa Mercovia, concessionária para os serviços da ponte, contabilizou 1.500 veranistas ingressando no país.

Desses, mais 800 chegaram ao estado na segunda e terça feira. A constatação é que agora a maioria dos turistas vem em pequenos grupos, se dirigindo especialmente às praias do Litoral Norte do Rio Grande do Sul.

Como isso, a BR 287, que liga ao centro do Estado, passa a ser mais utilizada para o deslocamento. O diretor comercial da Mercovia, Alcir Jordani, ressalta que também é significativo o movimento de retorno de argentinos através da ponte internacional.

Números iniciais indicam que o fluxo que deverá ser 100% maior neste ano, que na temporada anterior. A expectativa inicial era de incremento de 30%, entretanto, a situação cambial na Argentina em relação ao dólar e ao real acabou favorecendo as férias Brasil.

Unidade do Detran deverá ser reativada nos próximos meses

Ainda são aguardadas definições sobre a reativação da unidade do Detran em São Borja. Serviço deixou de ser prestado em maio do ano passado.

Na semana passada o prefeito Farelo Almeida esteve em audiência com o chefe da Divisão de Registro de Veículos do Detran/RS, Tulio Felipe Verdi Filho, onde recebeu a informação que a retomada dos serviços ainda poderá demorar quatro meses.

Segundo Verdi, responsável pelo andamento do processo, o Departamento de Trânsito no Estado aguarda homologação do nome de um novo concessionário para São Borja, através da Corregedoria-Geral do Estado. Ele explica que a demora se deve ao fato de que um dos pretendentes aos serviços realizou o pedido de impugnação a outro concorrente.

O impasse já tem solução, mas é aguardada a homologação da Corregedoria do Estado, para depois acontecer o ato de designação do Detran ao novo permissionário, o que deve ocorrer em 120 dias. Enquanto isso, quem precisa de serviços relativos à habilitação ou transferência de veículos deve ir a Itaqui ou Santo Antônio das Missões, a 100 Km de distância da cidade.

Começa a distribuição dos carnês do IPTU

A agência dos Correios em São Borja já está começando a distribuição dos carnês do IPTU 2016, incluindo cobrança da Taxa de Coleta de Lixo. Também é feita triagem dos carnês de terrenos baldios, devido à dificuldade de localização dos proprietários. A retirada, neste caso, deve ser feita diretamente na prefeitura.

Os valores cobrados no ano passado terão acréscimo de 11,54%, correspondente à variação da inflação em 2015. O secretário de Administração e Fazenda, Bruno Maurer, confirma que o calendário é o mesmo de anos anteriores, ou seja, pagamento até 15 de março, à vista com desconto ou então da primeira de uma série de dez parcelas.

Pagamento em dia neste ano dá desconto de 10% no IPTU e de 20% na Taxa de Lixo; se também não houve atrasos em 2015 o desconto aumenta para 20% no IPTU e 40% na Taxa de Lixo. A Fazenda municipal está tributando cerca de 17 mil imóveis urbanos, o mesmo número de anos anteriores.

Aumento na arrecadação

Neste ano, seis mil imóveis terão áreas tributadas maiores que em outras cobranças. Isso resulta de levantamento realizado, ano passado, que inclui na malha tributárias áreas construídas e que não estavam averbadas.

Em etapa posterior, provavelmente no ano que vem, imóveis novos identificados também passam a pagar imposto e os critérios de cobrança estarão modificados, sendo previstas novas alíquotas. O IPTU, com isso, deve ficar mais caro e também será aumentado o valor venal dos imóveis, hoje considerado defasado.

Podem receber isenção na cobrança os proprietários de baixa renda, com apenas um imóvel e área construída compatível.

Aumenta a procura por materiais escolares em São Borja

Com a proximidade do retorno das aulas, o número de pessoas realizando compras de material escolar deve aumentar nos próximos dias em São Borja. Apesar disso, Sindicato dos Lojistas (Sindilojas) ainda não faz projeções das comercializações em 2016.

De acordo com o empresário do ramo de material escolar, Wolmi Oliveira, a maioria dos consumidores está procurando economia no momento das compras. Apesar disso muitas pessoas "ainda buscam as mochilas e cadernos com personagens da moda, mesmo que tenham um valor diferenciado".

Oliveira diz que a inflação e elevação nos valores dos materiais está prejudicando mais os lojistas que realizaram suas compras no final de 2015 e "quem optou pela compra antecipada, conseguiu produtos com preços inferiores, se comparado aos praticados a partir de outubro do ano passado".

O presidente do Sindilojas, Ibraim Mahamud, informa que nenhuma projeção de comercialização foi realizada até esse momento em 2016, porque apenas após o reinicio das aulas é possível fazer uma análise do mercado.

Mesmo assim, ele concorda que grande parte dos consumidores está buscando os preços mais baixos e muitos estão até reutilizando materiais escolares do ano passado. As Escolas Municipais de Educação Infantil retornaram as aulas na quinta-feira (12).

Já as Escolas Municipais de Ensino Fundamental e Médio começam as atividades com os alunos no dia 02 de março.

Na rede estadual as aulas serão retomadas em 29 de fevereiro.

Preços das tarifas de táxi são reajustados em São Borja

Foi assinado nessa semana o decreto municipal que regulamenta o reajuste das tarifas de táxi em São Borja. Novo valor já está sendo praticado.

O novo preço está de acordo com o estudo realizado pela Agência Municipal de Serviços Público Delegados de São Borja (AGESB) e a reivindicação da categoria. A Bandeira 1 passa a custar R$ 2,80, a Bandeira 2 o valor de R$ 3,20, a Hora Parada R$27,95 e a Bandeirada R$ 3,70.

O reajuste começou a valer na quarta-feira (10).

28 mil argentinos já passaram por São Borja em fevereiro

Continua grande o movimento de argentinos que estão ingressando no Brasil através de São Borja. Apesar disso, o fluxo em fevereiro é menor, se comparado ao mês passado.

Nos primeiros 10 dias de fevereiro já passaram pela fronteira entre São Borja e Santo Tomé 7.130 carros. Nesse número estão incluídos o ingresso no Brasil e o retorno de argentinos para seu país de origem.

A empresa concessionária dos serviços na Ponte da Integração, a Mercovia, calcula uma média de quatro pessoas por carro, representando assim, cerca de 28 mil pessoas que entraram no país neste mês.

O aumento nos primeiros dias de fevereiro de 2016, comparado com o mesmo período no ao passado é de 50%. Ainda se projeta um movimento grande para o próximo final de semana.

Após o ritmo deve começar a diminuir devido ao inicio do período escolar argentino.

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura