A greve dos vigilantes, prevista para iniciar na segunda-feira (09), deverá atingir mais o comércio do que os serviços bancários, na opinião da Associação dos Bancos no Estado do Rio Grande do Sul. De acordo com o diretor jurídico da entidade, Flávio Couto, somente 11 % dos serviços bancários são feitos nas agências.

Os outros 89 % são via caixas eletrônicos e pela internet. O SindiVigilantes do Sul aprovou na quinta-feira, em assembleia, o início da greve nesta segunda-feira. O sindicato representa cerca de 60 mil vigilantes em mais de 300 cidades gaúchas.

Segundo a assessoria de imprensa do SindiVigilantes, algumas agências bancárias da região metropolitana de Porto Alegre como Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco e Correios foram afetadas e não estão funcionando. No entanto a entidade avalia a mobilização e não está descartada que a região da Fronteira-Oeste seja também afetada.

O presidente do Sindicato dos Bancários de São Borja Jânio de Brum, afirma que o funcionamento dos bancos segue normal nesta segunda-feira. De Brum ressalta que se a mobilização atingir a região irá comprometer a segurança das agências e os atendimentos.

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura