As principais doenças cardiovasculares e suas causas

As doenças cardiovasculares são aquelas que atingem o coração ou os vasos sanguíneos, tais como infarto e acidente vascular cerebral (derrame), sendo consideradas as principais causas de morte no mundo. O processo de desenvolvimento das doenças cardiovasculares são muito parecidos, já que quase sempre estão associados com a obstrução das artérias e suas consequências para a nutrição, oxigenação e bom funcionamento dos órgãos.

Infarto do miocárdio

O infarto, também conhecido como “ataque cardíaco”, ocorre quando uma parte do músculo do coração morre devido à falta de fluxo sanguíneo (isquemia). A interrupção da circulação é decorrente do entupimento das artérias que irrigam o músculo cardíaco com oxigênio e nutrientes, uma outra doença cardiovascular denominada aterosclerose.

Como consequência, a porção do coração que não recebe esses nutrientes morre e deixa de funcionar, dando origem ao infarto do miocárdio ou “ataque cardíaco”.

Aterosclerose

É uma doença cardiovascular que caracteriza-se pelo entupimento das artérias por placas de gordura que se acumulam nas paredes do vaso sanguíneo. As principais causas desse acúmulo de gordura são o diabetes, o colesterol alto, a falta de atividade física e o tabagismo.

A obstrução da artéria exige que o coração bombeie o sangue com mais força para manter o fluxo de sangue necessário para o resto do corpo. Além de desgastar mais o coração, o esforço aumenta a pressão arterial, gerando outra doença cardiovascular conhecida como hipertensão.

Quando a artéria fica completamente entupida pelas placas de gordura, as partes do coração por ela irrigadas morrem e ocorre o infarto. Em outros órgãos, a interrupção do fluxo sanguíneo gera outras complicações, como acidente vascular cerebral (AVC - “derrame”), doença arterial dos rins, entre outras.

Angina do peito

Não se trata propriamente de uma doença cardiovascular, mas sim de um sintoma dela.

A angina é uma dor no peito que surge quando o músculo cardíaco está recebendo pouco oxigênio devido à obstrução do fluxo sanguíneo. Portanto, a angina de peito é um sintoma de duas doenças cardiovasculares: infarto e aterosclerose.

Acidente Vascular Cerebral (AVC)

Popularmente conhecido como ‘derrame’, o acidente vascular cerebral pode ser hemorrágico ou isquêmico. Quando o AVC é provocado pelo entupimento de uma artéria e consequente interrupção do fluxo sanguíneo (isquemia), ele é denominado isquêmico. Assim como no infarto do miocárdio, o processo é o mesmo, ou seja, a falta de sangue em determinadas partes do cérebro leva à falta de oxigenação, com consequente morte das partes afetadas.

Já o AVC hemorrágico é decorrente do rompimento de uma artéria cerebral, causando extravasamento de sangue para o interior do crânio e falta de fluxo sanguíneo nas porções do cérebro irrigadas pela artéria rompida.

Hipertensão Arterial

A hipertensão arterial, ou “pressão alta”, como é popularmente conhecida, modifica a função e a estrutura do músculo cardíaco. A pressão arterial é uma forma de medir a força que o coração está fazendo para bombear o sangue para o corpo. Os valores normais são de 120 mmHg por 80 mmHg. Quando a pressão arterial está igual ou superior a 140 mmHg por 90 mmHg, ela é considerada alta.

A pressão alta deixa as artérias mais estreitas e provocam o seu entupimento. Trata-se de uma doença cardiovascular que é um fator de risco para outras doenças cardiovasculares, como infarto, AVC e insuficiência renal.

Uma vez que a hipertensão pode reduzir o calibre interno das artérias e obstruir o fluxo sanguíneo, o músculo cardíaco pode não receber a quantidade de sangue necessária para funcionar adequadamente. Quando isso acontece, ele aumenta de tamanho para compensar essa falta. Essa condição é conhecida como hipertrofia do miocárdio e provoca insuficiência cardíaca. A grande maioria dos casos dessa doença cardiovascular tem origem em fatores genéticos. Contudo, a hipertensão pode ser causada por estresse, tumores que alteram a produção hormonal e doenças renais.

Segundo o cardiologista Gabriel Quintana Teles, do Hospital Ivan Goulart, “a pressão alta é o principal fator de risco para as duas maiores causas de morte no Brasil”. Ainda segundo o profissional, “além do tratamento medicamentoso, mudanças comportamentais e nos hábitos de vida ajudam a manter os níveis tensionais adequados, aumentando a sobrevida do paciente”.

CARDIOLOGIA & ECOCARDIOGRAFIA

Dr. Gabriel Quintana Teles

CREMERS 36891

Av. Presidente Vargas, 1440 | Fone 3431.1600

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura