O mau funcionamento dos rins pode ser sinal de alguma grave doença. Fique atento, Dra. Vera Miranda Lemos explica sobre cuidados que devemos ter com esse órgão importante

 

Os rins e suas principais patologias

Os rins são responsáveis por controlar a eliminação de líquidos e excreções, além de produzir hormônios que podem interferir na pressão arterial e produção de glóbulos vermelhos. O mau funcionamento deste órgão tão essencial para o corpo humano pode ser sinal de alguma doença renal. No Brasil, um em cada dez brasileiros sofre de doenças renais, segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia. Elas se instalam a partir de hábitos comuns na vida da maioria das pessoas e podem ser prevenidas com mudanças no estilo de vida.

Alguns exemplos são a baixa ingestão de líquidos, o consumo de sal e proteínas (incluindo suplementos), infecções urinárias recorrentes, diabetes, hipertensão arterial e a alta ingestão de analgésicos.

Os tipos mais comuns de doenças renais

Cálculos renais (pedra nos rins) – As pedras nos rins são formadas principalmente pela pouca ingestão de líquido (caracterizada pela urina escura), consumo elevado de sal e proteínas, entre outros problemas.

Infecção renal ou pielonefrite – É causada, geralmente, por uma bactéria na bexiga, a cistite, que acaba por subir até o rim, causando febre e dor do lado comprometido.

Leia mais...

Faltam professores nas escolas estaduais do RS

Segundo a Cpers, sindicato que representa os professores da rede pública estadual, faltam 866 educadores nas salas de aula em todo o Rio Grande do Sul. Cpers também mostra carência 563 de pessoal para trabalhar em outros setores, como informática, biblioteca, laboratórios, robótica e supervisão. As disciplinas que mais afetadas são português e matemática.

 

A Secretaria Estadual de Educação assegura que está solucionando o problema da falta de professores, e culpa situação ao ingresso de 30 mil novos alunos e troca de diretores das escolas. Para o governo gaúcho, a ideia é dar prioridade para o atendimento dos estudantes em sala de aula, em desvantagem de outros setores.

 

Algumas escolas da cidade de Caxias do Sul e Santa Maria estão com uma grande falta de professores, alguns alunos chegam a não ter aula por dias consecutivos, além de sala de informática e biblioteca fechadas.

 Fonte: G1

Por: Bruna Falcão

A área de atuação da Endocrinologia é vasta, e os cuidados começam desde a infância. Saiba mais sobre esse ramo da medicina com o Dr. Giancarlo Alves Bina

 

O que é endocrinologia?

A endocrinologia é uma especialidade médica que estuda as ordens do sistema endócrino e suas secreções específicas, chamadas de secreções fisiológicas. As principais áreas de atuação do especialista, que é denominado endocrinologista, são o tratamento do câncer, da obesidade mórbida, desordens da glândula hipófise, alterações do ciclo menstrual, tratamento e acompanhamento de pacientes diabéticos e outras doenças relacionadas com a deficiência ou o excesso de suco gástrico.

A endocrinologia possui vários ramos de estudo, como a neuroendocrinologia, tireoide, obesidade e diabetes, adrenais, endocrinologia feminina e masculina, metabolismo dos carboidratos, lipídios e proteínas, tumores neuroendócrinos e síndromes poliglandulares.

A endocrinologia e metabologia se apoiam em 4 pilares que buscam maior qualidade de vida e longevidade que são os exercícios físicos regulares; uma alimentação saudável; modulação hormonal; além de procurar manter uma saúde do sono e manejo do stress.

Leia mais...

Começa nesta segunda-feira as inscrições do Enem 2019

As inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio 2019, começa nesta segunda-feira, dia 6, e podem ser feitas até o dia 17 de maio. Os candidatos devem realizar o cadastro, exclusivamente pela internet, através da Página do Participante.

 

As datas para a realização da prova estão marcadas para os dias 3 e 10 de novembro. A taxa de inscrição custa R$ 85,00 e deve ser paga entre os dias 6 e 23 de maio, em casas lotéricas, agências bancárias e correios. Os estudantes que obtiveram a isenção da taxa também devem se inscrever no Enem.

 

O participante pode fazer a inscrição e atualizar os dados de contato, escolher a cidade de provas, mudar a opção de língua estrangeira, alterar atendimento especializado e/ou específico até o dia 17, depois desta data, nada poderá ser alterado. 

Fonte: G1

Por: Bruna Falcão

 

Crianças tem mais probabilidade de ter miopia até 2020

 

O crescimento dos casos de miopia vem tomando conta dos países, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 35% das pessoas podem ter problemas de visão até 2020, e, em 2050, esse número pode subir para 52%. O país que mais possuí pessoas míopes, são no sudeste da Ásia. De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil são 35 milhões de brasileiros míope, mas é um índice que não assusta, pois é um país que geneticamente tem o olho pequeno.

 

A miopia está relacionada a uma extensão no tamanho do órgão e faz com que a visão fique borrada para objetos distantes, ser míope aumenta o risco de problemas como descolamento de retina e degeneração macular, que pode levar à cegueira.

 

Pessoas de todas as idades podem ter esse problema de visão, mesmo que em muitos casos, isso venha ser hereditário. A OMS divulgou um guia de saúde e junto recomendações, já que os casos de miopia estão aumentando entre as crianças devido ao uso excessivo das telas. Também chama atenção para as crianças entre 2 e 5 anos de idade, pois elas passam horas em frente ao celular, tablet e TV e isso acaba prejudicando a visão. 

 

Crianças e adultos devem treinar seus olhos olhando para longe e fazer uma pausa a cada 40 minutos. Antes de dormir é preciso que os aparelhos sejam desligados uma hora antes de deitar na cama, em razão que os hormônios produzidos durante a noite são importantes para a visão, além disso quando usar o celular é sempre necessário que diminua a luminosidade.

Fonte: G1

Por: Bruna Falcão

Alunos do 2° ano do ensino fundamental passarão por avaliação do MEC

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do Ministério da Educação (MEC) anunciou nesta quinta-feira, dia 2, que a alfabetização das crianças será avaliada por meio de amostra este ano. Os alunos em fase de alfabetização que fazem parte do 2° ano do ensino fundamental, vão ser avaliados pelo Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), porém por amostragem, sem que todos os estudantes dessa faixa de ensino devam fazer a prova.

Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, a razão de aplicar o exame por amostra para estudantes do 2º ano é financeiro, pois não haveria recursos para avaliar todos os alunos. O objetivo é fazer o Saeb universal, para saber como é o desempenho dos aluno e professores. Entretanto, o critério anunciado estava previsto somente a partir 2021, para assim fazer a medição de nível de alfabetização das crianças.

 

O chefe da pasta ainda não falou como será estabelecido esse grupo que participará do Saeb, pois estão esperando os dados do Censo Escolar para decidir as normas de seleção das crianças. Para ele, cerca de 7 milhões de alunos realizarão a prova. O Saeb 2019 será realizado no período de 21 de outubro a 1° de novembro de 2019. Os resultados devem ser anunciados até dezembro de 2020.

Fonte: G1

Por: Bruna Falcão

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura