• Guia

Dados da OMS revelam desassistência em saúde mental no Rio Grande do Sul

No dia 20 deste mês, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou dados que mostram a atual situação dos investimentos em saúde mental em todo o mundo. De acordo com a estimativa, apenas 3% dos recursos dessa área são voltados para doenças mentais.

Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em números divulgados no ano de 2016, pelo menos 30% dos brasileiros irão desenvolver algum tipo de transtorno mental e comportamental ao longo da vida. O indicativo é um alerta para a adoção de medidas preventivas e de assistência, uma vez que hoje, o Brasil apresenta uma demanda bastante elevada comparada a oferta de centros especializados.

No Rio Grande do Sul, o capital representa apenas 2,02% do orçamento da Secretaria Estadual de Saúde (SES/RS). De acordo com o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS), o sistema público não está devidamente capacitado para atender as solicitações na área de saúde mental, em termos de assistência médica e hospitalar.

A deficiência de investimentos, o crescimento no número de doenças degenerativas como Alzheimer, além do progressivo consumo de álcool e demais drogas são apontados como contribuintes para o cenário atual. Além de aquisições financeiras, os profissionais e entidades de psiquiatria destacam a necessidade de políticas públicas eficazes, e de uma melhor qualificação para atender o público.

       Por Allana Andrade

Fonte: SIMERS

Número de dispositivos móveis aumenta em 9% no Brasil

De acordo com a pesquisa realizada em 2016, pela Fundação Getúlio Vargas, 168 milhões é o número de smartphones em uso no Brasil, 9% a mais que em 2015. Para especialistas o aumento preocupa em relação à saúde da sociedade.

 

A nomofobia é o transtorno causado pelo medo de ficar sem os dispositivos móveis, tais como smartphones, tablets entre outros. O psicólogo Ricardo Fitz, explica o mesmo comparando com outros vícios comportamentais do ser humano, como o alcoolismo e a dependência química.

 

Na cidade, o assunto já é bastante debatido por psicólogos e psiquiatras. Em que se discute a forma adequada de utilização dessas ferramentas no cotidiano da população.

 

Por Bruno Borges e Ricardo Godoy

Última semana para o pagamento do IPVA

Nessa semana encerra-se o pagamento do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). Na quarta-feira, dia 26, devem ser quitadas as placas terminadas em 9, e as com o final em zero até sexta-feira, dia 28. 

Segundo a Secretaria da Fazenda do Estado do Rio Grande do Sul até o último domingo, 23 de abril, 70,3% dos contribuintes já haviam pagado imposto, assim chegando a uma arrecadação de R$ 1,75 bilhão.

Para ter-se desconto os condutores não devem ter recebido multas a pelo menos um ano, esse recebendo 5% do abatimento da dívida, para dois anos 10% e para 3 anos 15% da dedução.

Já o desconto do Bom Cidadão dará aos proprietários que acumularam no mínimo 100 notas fiscais no programa Nota Fiscal Gaúcha mais 5% de redução.

Por Ricardo Godoy

Hoje, dia 24 é comemorado o dia do chimarrão e do churrasco no RS

A escolha do dia para celebrar o chimarrão e o churrasco é uma alusão à fundação do primeiro Centro Tradicionalista Gaúcho - CTG 35, fundado em 24 de abril de 1948 em Porto Alegre.

Em homenagem a este dois símbolos, foi criado o Dia do Chimarrão e do Churrasco, instituído a partir da Lei Estadual nº 11.929, de 20 de junho de 2003.

Para comemorar, a Prefeitura de São Borja organizou nesta manhã através da Secretaria de Cultura, uma atividade referente ao dia em seu saguão, onde se distribuiu erva-mate para a comunidade.

Além disso, entidades tradicionalistas da cidade participaram do evento que contou com atrações artísticas locais, tais como oficina de chimarrão, dança, declamação e apresentação de gaita.

 Por Bruno Borges e Ricardo Godoy

Evento Livros Nômades e Discos Voadores aconteceu hoje na Praça da Lagoa

Hoje, dia 22 de abril, aconteceu na Praça da Lagoa o evento “Livros Nômades e Discos Voadores”, o ato tem como objetivo ocupar espaços públicos para discutir ideias, através de pessoas que levem seus livros e suas músicas para as praças.

 

Esse que contou com a venda e troca de livros, oficinas de pular corda e futebol, além da venda de sanduíches veganos e vegetarianos, um incentivo para ter uma vida mais saudável com alimentação adequada e exercícios físicos. A programação que voltou esse ano contou com várias edições em 2016.

Por Bruno Borges e Ricardo Godoy

Rio Grande do Sul lidera lista de estados com mais números de suicídios

Segundo os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil ocupa a oitava posição entre os países com mais registros de suicídio no planeta. Entre os 26 estados do país mais o Distrito Federal, o Rio Grande do Sul lidera com 10 suicídios para cada 100 mil habitantes.

Conforme o Mapa de Violência de 2015, elaborado e divulgado pela UNESCO, aponta que o RS possui 11 das 20 cidades brasileiras que mais tiveram casos de suicídio, são (2º) Três Passos, (5º) Três de Maio, (6º) Nova Prata, Santa Cruz do Sul e Tupanciretã ambas na mesma posição (11º), (12º) Santiago, (13º) Canguçu, (14º) Lajeado, (15º) Venâncio Aires, (18º) Encruzilhada do Sul e (19º) Osório.

De acordo com a assistente social, Cíntia Saldanha, a ideação suicida dá sinais anteriores ao ato, com os sintomas de desvalia, situações de culpa, desmotivação, desinteresse com áreas pessoais como higiene e vida social.
 

Por Giseli Alves
Fonte: Organização Mundial da Saúde (OMS)

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: folhadesaoborja@gmail.com

assinatura