• Guia

Situação da produção leiteira é discutida na região

Ocorreu em Guarani das Missões, um encontro com representantes dos municípios das regiões das Missões, Santa Rosa, Planalto e Região Celeiro, onde foi debatido a agricultura familiar e também a situação da bacia leiteira no Rio Grande do Sul.

O secretário municipal de Desenvolvimento Rural, Lair Fontella, participou do evento e entregou um relatório da situação da bovinocultura de leite na cidade. Em São Borja nos últimos anos o número de produtores diminui de 90 para 30 e a produção de leite caiu de 10 mil litros para três mil litros dia.

A dificuldade é de comercialização, pois, as empresas que realizaram a coleta alegam a inviabilidade para recolhimento, devido a longa distância, e alguns produtores também não receberam pela entrega do leite o que gerou o desinteresse pela atividade.

A Prefeitura de São Borja cobra medidas para reversão do quadro atual, e as empresas devem ser responsabilizadas pela falta de pagamento, bem como a organização da cadeia produtiva do leite.

A próxima mobilização ocorre em Santa Rosa, no dia de 10 de março.

Caminhoneiros realizam novo protesto no trevo de São Borja

A terça-feira (24) será novamente de bloqueio nas rodovias gaúchas. Na região de São Borja, mobilizações também estão confirmadas.

O protesto envolve caminhoneiros e agricultores que protestam contra a alta dos preços dos combustíveis, dos pedágios e contra as más condições das rodovias causaram restrições no trânsito em estradas no Estado desde a manhã da segunda-feira (23).

Na tarde de ontem foram paralisados o trevo de acesso a São Borja, no Km 397 – BR 472 e o Km 672 - BR 285, em direção a Ponte da Integração. Segundo a Polícia Rodoviária Federal o movimento foi pacifico e aproximadamente 20 motoristas participaram da mobilização.

Novo protesto está confirmado para São Borja hoje, a partir das 8hs.

Horário de verão termina nesse fim de semana

Termina à meia noite deste sábado o horário de verão. Projeções finais sobre a economia do período serão divulgadas nos próximos dias.

Foi discutida pelo governo a possibilidade de ampliação do horário, devido à crise de energia elétrica no país. Mas depois de algumas análises ficou definido que a diminuição nos gastos não seria suficiente para justificar a mudança.

Com isso, a meia noite deste sábado (21) os relógios deverão atrasados em uma hora. A estimativa inicial é de que o país economizou 4,5% nos períodos de pico.

Reunião vai definir ampliação do turno integral em São Borja

Mais duas escolas deverão instituir turno integral em São Borja. Reunião com representes da 35° Coordenadoria Regional de Educação vai definir a situação.

Atualmente o sistema já funciona no Instituto Estadual Padre Francisco Garcia com cerca de 400 alunos. Agora, o objetivo é abranger as escolas João Goulart e Tusnelda Lima Barbosa.

Na sexta-feira (20) vai acontecer uma reunião com representes das escolas e da 35° CRE para debater a possibilidade de implantação ou não do sistema. Condições de infraestrutura e pedagógicas serão avaliadas no encontro.

Iluminação pública: Saiba de quem cobrar

Em 2014, a AES SUL - concessionária responsável pela distribuição de energia na cidade - substituiu mais de 500 postes de madeira por concreto, na região da Fronteira Oeste. Em todo o Rio Grande do Sul existe ainda 1,8 milhão de postes de madeira. Esse tipo de serviço é de responsabilidade da empresa que distribui a energia às cidades, já a manutenção e instalação das iluminações públicas são de responsabilidade das Prefeituras Municipais, conforme resolução normativa nº 414 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Substituição de lâmpadas, conservação e revitalização das praças e parques municipais, manutenção de vias urbanas e ampliação dos cemitérios, ficam a critério do Departamento de Iluminação Pública, junto à prefeitura. Segundo o Departamento de Iluminação Pública existem alguns pontos na cidade, como praças e ruas, que estão sem energia elétrica, o que deve ser solucionado nos próximos dias, depois do carnaval. A orientação é para que a população ligue para a prefeitura quando sua rua ou via estiver sem iluminação.

Energia elétrica vai subir 66% em São Borja

Está confirmado o reajuste na energia elétrica em 2015. Aumento será realizado em três etapas.

A concessionária dos serviços em São Borja, a AES Sul, está confirmando aumento que deve chegar a 66%. A empresa que atende 118 municípios da região centro-oeste do Estado. Consumidores da RGE e CEEE também terão reajustes expressivos, 50% e 37%.

O Ministério da Fazenda anunciou ainda o fim de subsídios ao setor elétrico. Na previsão orçamentária de 2015, era estimado um aporte de R$ 9 bilhões às companhias de energia. Sem o socorro, o custo de geração é repassado ao consumidor.

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura