• Guia

Estão atrasadas obras de reforma do Condomínio Maria Cristina

E a entrega das obras de reforma do Condomínio Maria Cristina vai atrasar. Materiais para conclusão não chegaram dentro do prazo previsto.

Uma telha que será utilizada está em falta nas empresas da cidade, o que acabou contribuindo para o atraso. A paralisação dos caminhoneiros também prejudicou o andamento das obras. Assim que os materiais chegarem, à previsão é que as obras estejam concluídas em dez dias.

Os blocos M, J e I foram interditados pelos bombeiros depois do temporal que aconteceu no dia 27 de dezembro. O valor da reforma é de R$ 30 mil.

Atendimento 24hs das farmácias deve começar neste mês

Estão acontecendo reuniões para definição do cronograma de atendimento das farmácias 24hs em São Borja. Previsão é que o funcionamento inicie ainda em março.

Na semana passada foi realizado um encontro com os representantes das farmácias do município para debater a escala de atendimento dos estabelecimentos. Segundo Secretário da Saúde, Moacir Auzani, a projeção é que no máximo em 15 dias o serviço passa a funcionar em cidade.

O cronograma final para os atendimentos será definido nesta segunda-feira (02). O plantão 24 horas será das 22 horas às 8 horas do dia seguinte.

Começam às aulas na rede municipal

Começaram nesta segunda-feira (02) às aulas na rede municipal de ensino. O ano letivo está iniciando com atividades dentro do programado.

Professores e funcionários já haviam retornado na semana passada, quando foram realizadas reuniões e preparações para a recepção dos alunos. O ano letivo começa sem problemas, segundo a Secretaria de Educação, Denise Lunardine Amaral.

Apesar dos serviços estarem dentro do programado, os professores municipais realizaram algumas reuniões na semana passada para discutir a carga de horas aula e o tempo de preparação, que não está incluído oficialmente no plano de carreira. O Sindicato dos Municipários de São Borja (Simusb) havia divulgado a informação que existia a possibilidade de greve.

Ainda na semana passada, o então prefeito em exercício, Jefferson Olea Homrich, entrou em contato com representante do sindicato e realizou negociação sobre essas horas aula. Ele afirmou que aconteceu um erro coletivo na reformulação do plano de carreira municipal, que acabou gerando esse descontentamento da classe: "Essa parte acabou passando batida por nós e pelo sindicato, mas agora já vamos realizar a atualização necessária e nos próximos dias tudo estará resolvido".

Ainda segundo Homrich, o salário que os professores do magistério municipal estão recebendo está acima do piso nacional: "Desafio qualquer outra prefeitura do estado pagar mais que nós aos professores. O atual piso nacional é que R$ 950,00 e em São Borja pagamos R$ 1.250."

Apesar de não estar incluída oficialmente no plano de carreira, a secretaria de educação confirma que os professores estão recebendo os direitos sobre essa questão. O projeto para inclusão das horas aula e tempo de preparação já está sendo organizado e em breve será encaminhado a Câmara de Vereadores para votação.

Aumento nas linhas de ônibus pode impactar no valor da passagem

E continuam acontecendo rodadas de discussões para inclusão de mais linhas do transporte coletivo em São Borja. Algumas rotas que eram realizadas antes não estão previstas no atual contrato.

O pedido é que sejam incluídas linhas do Instituto Federal Farroupilha, oriundas da Vila Santa Rosa e também com itinerário que compreenda a Vila Mário Roque Weis. Também a inclusão de rotas para Vila Leonel Brizola e Condomínio Maria Cristina.

Esses percursos eram realizados até o ano passado, mas na última licitação não estavam previstos. O gerente da empresa Integração, Alexandre Saccol, confirma que caso sejam incluídas essas rotas, o valor da passagem pode ser reajustado: "Todo nosso planejamento foi feito em cima do que estava previsto na licitação. Caso sejam incluídos novos itinerários precisaremos aumentar o número de ônibus, profissionais e consequentemente precisamos repensar no preço da passagem".

Na próxima segunda-feira (02) uma nova reunião será realizada entre a empresa, representantes do poder público e integrantes da Agência Municipal de Serviços Públicos Delegados de São Borja (Agesb).

A proposta é que um aditivo seja colocado no contrato atual.

Concurso da Prefeitura: Fundação para aplicação das provas deve ser escolhida na próxima semana

A Secretaria Municipal da Fazenda estará encaminhando ao Planejamento da Prefeitura durante essa sexta-feira (27) orçamentos de fundações para aplicação do concurso público. Definição deve ser realizada na próxima semana.

O objetivo da Prefeitura continua o mesmo e a opção será por uma fundação para a realização de todo o processo do concurso. Três orçamentos foram realizados pela Secretaria da Fazenda nos últimos dias e o valor mais baixo será escolhido.

Entre as fundações consultadas estão a Fundatec e a La Salle. O Secretario Municipal de Planejamento, Júlio Vieira, afirma que "para contratação de uma fundação não é necessária licitação e a garantia de segurança e lisura do processo é bem maior".

Além de apresentar o orçamento mais baixo, a fundação selecionada deverá apresentar algumas comprovações, entre elas, o certificado de capacitação para realização do processo e a comprovação que já realizaram outros concursos, com parecer dos contratantes.

O contrato com a fundação selecionada deve ser assinado na próxima semana. Depois disso, todo o cronograma do edital de abertura do processo já deverá ser divulgado.

Licença ambiental é aguardada para licitação do aeroporto

Continuam sendo acertados os detalhes da licitação para reforma do aeroporto João Manoel em São Borja. Novas liberações são esperar para os próximos meses.

A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) deve liberar nos próximos dias licença para a realização de obras no local. Segundo o Secretario Municipal de Planejamento, Júlio Vieira, essa etapa é importante para a concretização e autorização da licitação.

Serão investidos no aeroporto de São Borja R$ 30 mil. O objetivo é que voos comerciais possam ser realizados após a conclusão das obras. O Secretario Vieira destaca ainda que o local continuará sendo utilizado por aeronaves particulares e agrícolas e que a licitação deverá ser lançada em novembro.

Devem ser implantados sistema de iluminação, voos noturnos, melhorias na sala de embarque e desembarque de passageiros. A pista do aeroporto João Manoel tem 1.600 metros de extensão e 40 metros de largura.

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura