• Guia

Jovens do Senegal estão em São Borja

Assim como acontece em outras partes do país, São Borja também começa a receber pessoas naturais do continente Africano. Estão na cidade alguns jovens do Senegal, que buscam oportunidades profissionais na cidade.

Atualmente residindo em Uruguaiana, na região fronteira oeste, o homem, que prefere não ser identificado, chegou nesta semana em São Borja. Na mala, alguns objetos que são comercializados em barracas montadas nas calçadas do centro.

De forma itinerante, o rapaz relata que semanalmente visita outras cidades da região, em busca de novos negócios. Ele conta que o grupo está hospedado em um hotel da cidade, onde pretende ficar pelo menos até o encerramento da semana.

Distante do país de origem, o senegalês conta que sente muitas saudades de casa, mas fala que escolheu o Brasil para buscar um futuro melhor para a família. Ele diz ainda que em Uruguaiana existem várias pessoas de países africanos que comercializam os mais variados produtos.

Contrato com a fundação que vai realizar concurso da prefeitura será assinado na sexta-feira

Deverá ser assinado na sexta-feira (20) o contrato entre a Prefeitura de São Borja e a Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências (Fundatec) para a realização do concurso público. Processo seletivo tem como objetivo preencher cargos no quadro de servidores municipais.

A partir dessa formalização do contrato é que serão definidas oficialmente as datas de todo o processo. A projeção é que o edital do concurso seja lançado em 23 de março e as provas de seleção aplicadas em 27 de maio.

As inscrições deverão custar R$ 40,00 para as provas de nível básico e R$ 60,00 para o nível superior. Uma comissão será nomeada pelo prefeito Farelo Almeida para acompanhar as atividades da Fundatec em função do concurso.

Curso para formação de padeiros será oferecido gratuitamente

Com previsão para começar na primeira quinzena de abril, continuam abertas as inscrições para o curso de formação de padeiros em São Borja. Objetivo é qualificar a mão de obra local.

As inscrições podem ser realizadas na Secretaria Municipal de Trabalho, Assistência Social e Cidadania. Serão oferecidas três vagas para cada Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), totalizando 18 alunos no total.

O curso é totalmente gratuito.

Continuam as reclamações sobre o estacionamento rotativo

A implantação do estacionamento rotativo continua gerando muitas discussões e reclamações em São Borja. Usuários do sistema ainda tem muitas dúvidas sobre o serviço.

As principais reclamações são sobre as cobranças de multas pelos monitores e orientações das ruas em que a cobrança já está acontecendo. Para explicar essa situação, estiveram presentes na sessão da Câmara de Vereadores o Secretario Municipal de Segurança e Trânsito, Élcio Carvalho, e o diretor da empresa CWF, responsável pelo serviço na cidade, Carlos Alberto Robalo Ayres.

Segundo alguns vereadores, os usuários do estacionamento estariam reclamando da abordagem que é a realizada pelos monitores. Foi relatado que não existe uma explicação concisa sobre as multas, por isso os motoristas ficam com dúvidas sobre esse tipo de cobrança.

A sugestão dos vereadores é que um curso de boas maneiras seja oferecido aos monitores do estacionamento rotativo.

Alunos ainda estão sem transporte escolar em São Borja

Muitos estudantes de São Borja continuam sem transporte escolar. Novas medidas já estão sendo adotadas para resolver momentaneamente o problema.

Em locais onde o transporte não está sendo realizado, alunos estão recendo passagens, segundo informa 35° Coordenadoria Regional de Educação. É o caso de estudantes da Estação Experimental, Rincão da Cria e Kilka.

Uma alternativa está sendo estudada para resolver o problema dos alunos da região de Conde de Porto Alegre. O objetivo seria a prefeitura de Maçambará ceder um ônibus e o executivo de São Borja o motorista, solucionando o caso até a licitação ser viabilizada.

A 35° CRE informa que todo o período sem aula será recuperado.

Obras na Avenida Júlio Tróis prejudicam comerciantes

As obras que estão sendo realizadas pela Corsan na Avenida Júlio Tróis não foram concluídas dentro do prazo projeto e isso já começa a preocupar empresários proprietários de estabelecimentos comerciais do local. Alguns inclusive já começam a contabilizar os prejuízos.

É o caso de Claudia Rodrigues. A empresária relata que nos últimos dias praticamente não realizou vendas no Pet Shop em que é proprietária: "Felizmente tinha um dinheiro guardado no banco. Se não fosse isso a situação seria terrível".

Além dela, donos de mercados, lojas e outros estabelecimentos comerciais informam que os negócios diminuiriam mais de 50%.

O trânsito vai continuar interrompido na Júlio Tróis, entre as ruas Sarandi e Santos Dumont, até a próxima quinta-feira (19) segundo a Corsan. Os veículos podem continuar utilizando a Venâncio Aires, no sentido bairro/centro, pela faixa da direita.

De acordo com previsão da Corsan, na quinta-feira o trânsito será liberado, mas as obras ainda continuarão no acostamento da via.

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura