Comissão do Congresso retira Coaf do Ministério da Justiça

 

 

Nesta quinta-feira, dia 9, oposição ao governo de Jair Bolsonaro (PSL) foi derrotada no Planalto e entregou de volta ao Ministério da Economia a direção do Conselho do Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Este órgão, fundado em 1998, passou a fazer parte do Ministério da Justiça e Segurança Pública, a partir do novo governo. O comando do Coaf foi uma das condições do Ministro Sérgio Moro para assumir o Ministério.

 

Entretanto, o Legislativo pressionava desde o início do ano por essa alteração. O órgão controla as atividades financeiras do país. Para Sérgio Moro a permanência do Coaf no Ministério da Justiça não é uma questão pessoal, mas sim uma medida para o combate à corrupção, à lavagem de dinheiro, ao crime organizado e ao financiamento ao terrorismo. Segundo ele, é importante aproximar o órgão de inteligência financeira da Polícia Federal, do Ministério Público e das polícias estaduais.

 

O ministro se pronunciou através das redes sociais, após a decisão dos deputados e senadores, no qual analisaram a reforma ministerial do Congresso. Foram 14 votos a 11, a favor de transferir de volta o Coaf para o Ministério da Economia. O texto ainda precisa passar pelos plenários da Câmara e do Senado.

 

Fonte: G1

Por: Bruna Falcão

Necropsia aponta que estudante da Unipampa morreu após se engasgar com vômito

A estudante Raine Guimarães Santos, de 26 anos, que foi encontrada morta no dia 4 de março, por volta das 15 horas, em um quarto do apartamento onde morava, na rua General Marques, no centro da cidade, morreu por asfixia, de acordo com o laudo recebido pela Polícia Civil.

Reportagem completa na edição desta quarta-feira na Folha de São Borja

Polícia Civil fecha minilaboratório de maconha no bairro Pirahy

A Polícia Civil fechou um minilaboratório de drogas na manhã desta sexta-feira, em uma casa localizada na rua Aparício Mariense, no bairro Pirahy. Na ação, foram apreendidas sementes e mudas de maconha, cocaína e outros materiais. O responsável pelo cultivo do entorpecente foi preso em flagrante.

Reportagem completa na Folha de São Borja deste sábado.

 

Casal pode ter sido morto em acampamento

Ricardo Correa Barbosa, de 32 anos, e Juliana Aranda Rodrigues, de 27 anos, estão desaparecidos desde domingo, dia 31, quando haviam ido a um pesqueiro no Camaquã.

Um pescador teria visto os corpos do casal no local, que tinha vestígios de sangue. Nenhum corpo foi localizado ainda.

PRF prende dois homens com 48 quilos de maconha

Por volta do meio-dia desta segunda-feira, dia 25, após troca de informações com a Polícia Civil, a PRF prendeu na BR 285, dois homens, um de Capão da Canoa e outro de São Leopoldo, por suspeita de tráfico de drogas, e apreendeu 48 quilos de maconha. A droga estava em Ônix, que tinha como batedor um Fiat Uno. Segundo informação repassada pela PRF, a droga saiu de Três Passos e seria levada para Uruguaiana.

Os dois homens, os carros e a droga foram encaminhados para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento. Os suspeitos foram autuados em flagrante.

Reportagem completa na edição de sábado, da Folha de São Borja

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura