• Guia

URUGUAIANA: Homem mata a tiros a ex-companheira na frente dos filhos

Lucineia Maciel Hoffman, 31 anos, foi morta com cinco tiros na frente dos três filhos, em sua casa, no domingo, dia 27, em Uruguaiana. O principal suspeito é o ex-companheiro dela, que não aceitava o fim do relacionamento, segundo a Polícia. A vítima tinha medida protetiva concedida recentemente pela Justiça.

"No dia 7 de maio ela foi até a delegacia registrar ocorrência. Ele havia ameaçado ela de morte", diz a delegada Caroline Bortolotti Huber, responsável pela investigação.

No dia seguinte, a medida protetiva foi concedida, mas o juiz não encontrou o homem para intimá-lo a comparecer a uma audiência. "Foi concedido também mandado de busca e apreensão da arma que ela dizia que ele tinha, foi cumprido o mandado no trabalho dele, mas lá informaram que ele não estava indo ao serviço", acrescentou a delegada.

O homem era foragido do regime semiaberto e cumpria pena por roubo, mas voltava ao albergue desde o dia 7 de maio, segundo a delegada. O suspeito é procurado pela polícia, que ainda não tem pistas de seu paradeiro.

Por Gelci Saraiva

Suspeito de matar companheira irá a júri popular nesta quarta-feira

 

O Tribunal do Júri se reúne nesta quarta-feira, dia 30, por volta das 9h30min, para julgar Luis Augusto Silva Cesário, suspeito de matar a sua companheira, Kátia Evanir Nunes Prado Dornelles, de 40 anos, com o fio do secador de cabelos.

O crime ocorreu por volta da 1h25min do dia 1º de janeiro de 2016, na casa do casal, localizada na rua Henrique Dias, no bairro do Passo. A Brigada Militar e a Polícia Civil atenderam à ocorrência. Segundo o levantamento, o corpo de Kátia estava no banheiro da casa, com o fio em volta do pescoço e uma faca em cima do corpo, e o homem estava na frente da casa, ferido.

Luis Augusto se encontra preso no Presídio Estadual de São Borja desde o mês de agosto do ano passado para cumprir uma pena de 8 anos e um mês pelo estupro de sua enteada.

Por Gelci Saraiva

Policiais civis fazem paralisação amanhã para protestar por morte de colega

Como forma de protesto pelas condições de trabalho da categoria e homenagem ao policial civil Leandro de Oliveira Lopes, de 30 anos, que morreu na madrugada desta quarta-feira durante uma operação policial no Vale do Caí, o Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores da Polícia Civil do Rio Grande do Sul (Ugeirm) convocou a categoria para fazer um dia de paralisação e um sirenaço amanhã. Os policiais devem cruzar os braços nesta quinta-feira, das 8 às 18 horas.

Na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de São Borja serão registradas apenas ocorrências graves, como homicídio, estupro, roubo, entre outros.

 

Duas crianças morrem carbonizadas em Itaqui

Um incêndio matou duas crianças carbonizadas na madrugada desta segunda-feira, dia 21, em Itaqui. De acordo com o Corpo de Bombeiros da cidade, as vítimas tinham 6 e 10 anos. O pai e a avó das crianças ficaram feridos e foram encaminhados ao Hospital São Patrício, daquela cidade.

Reportagem completa na edição de quarta-feira da Folha de São Borja

Jovem é executado a tiros

Diego Nenê Ferreira, de 19 anos, foi executado com dois tiros na cabeça. O corpo da vítima foi encontrado por volta das 6h30min desta terça-feira, na rua Tristão de Araújo Nóbrega, próximo das olarias.

Reportagem completa na edição desta quarta-feira da Folha de São Borja

 

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura