• Guia

Jair Bolsonaro é eleito presidente da República

Jair Messias Bolsonaro, do PSL, foi eleito o 38º presidente da República neste domingo dia 28 de outubro, ao derrotar em segundo turno o petista Fernando Haddad, interrompendo um ciclo de vitórias do PT que vinha desde 2002.

Bolsonaro recebeu 57.797.073 votos (55,13%) e Haddad, 47.039.291 (44,87%). Após quatro vitórias consecutivas do PT em eleições presidenciais (2002, 2006, 2010 e 2014), o novo presidente eleito se apresenta como um político de direita.

Aos 63 anos, capitão reformado do Exército, deputado federal desde 1991 e dono de uma extensa lista de declarações polêmicas, Jair Bolsonaro materializou em votos o apoio que cultivou e ampliou a partir das redes sociais e em viagens pelo Brasil para obter o mandato de presidente de 2019 a 2022.

Vitorioso na primeira vez em que se candidatou a presidente, Bolsonaro sucederá Michel Temer (MDB), vice de Dilma Rousseff (PT) que assumiu o governo em 2016 devido ao impeachment da petista.

EM SÃO BORJA

Fernando Haddad (PT), 16.441 votos (50,07%)

Jair Bolsonaro (PSL), 16.398 votos (49,93%)

48.489 eleitores

Votantes 72,44%

Ausentes 27,56%

Brancos 795 (2,26%)

Nulos 1.494 (4,25%)

Válidos 32.839 (93,48%)

Fonte: G1 e Placar Eleições

 

Eduardo Leite é eleito governador do RS

Eduardo Leite, do PSDB, é o novo governador do Rio Grande do Sul. O candidato foi eleito neste domingo, dia 28 de outubro, para governar o estado nos próximos quatro anos. O tucano teve 3.128.317 votos, o que corresponde a 53,62% dos votos válidos, contra 46,38% de José Ivo Sartori (MDB), que recebeu 2.705.601 votos.

Votos brancos (4,41%) e nulos (9,48%) somaram 940.951. Houve ainda 1.576.087 abstenções (18,87%). Somados brancos, nulos e abstenções, chega-se a 2.517.038 votos. Os dois candidatos juntos receberam 5.833.918 votos.

Leite foi vereador em 2008, chegando a ocupar a presidência da Câmara em 2011. Também foi secretário municipal de Cidadania no governo Bernardo de Souza e chefe de gabinete do ex-prefeito Adolfo Antônio Fetter Júnior. Em 2012, aos 27 anos, foi eleito prefeito de Pelotas, cargo que ocupou entre 2013 e 2016. Em novembro de 2017, assumiu a presidência estadual do PSDB gaúcho.

Aos 33 anos, o advogado e ex-prefeito de Pelotas torna-se o governador mais jovem do Brasil. Anunciando segurança pública como prioridade, o tucano tem como vice o delegado Ranolfo Vieira Júnior (PTB).

EM SÃO BORJA

Eduardo Leite (PSDB), 19.388 votos (62,50%)

José Ivo Sartori (MDB), 11.634 votos (37,50%)

48.489 eleitores 

Votantes 72,44%

Ausentes 27,56%

Brancos 1.491 (4,24%)

Nulos 2.613 (7,44%)

Válidos 31.022 (88,32%)

Fonte: G1 e Placar Eleições

 

Bolsonaro e Haddad decidirão eleição para presidente no segundo turno

Os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) decidirão no segundo turno, dia 28 de outubro, quem será o presidente do Brasil pelos próximos quatro anos.

Eles disputam a Presidência pela primeira vez, Bolsonaro obteve 49.275.358 votos (46,03%), e Haddad 31.341.839 votos (29,28%).

O resultado do primeiro turno quebrou a polarização entre PT e PSDB na eleição presidencial. Nas últimas seis eleições, os dois primeiros colocados foram dos dois partidos, com duas vitórias do PSDB (1994 e 1998) e quatro do PT (2002, 2006, 2010 e 2014).

Após a confirmação do resultado, Bolsonaro afirmou que o Brasil não pode “dar mais um passo à esquerda” porque, segundo ele, está “à beira do caos”. Ele falou em “unir o nosso povo, unir os cacos que nos fez o governo da esquerda no passado”.

Já Haddad se referiu à necessidade de união. “Queremos unir as pessoas que têm atenção aos mais pobres desse país tão desigual”, declarou. O presidenciável do PT disse que, para isso, contará com “uma única arma: o argumento”.

Fonte: Folha Uol

Eduardo Leite e José Ivo Sartori disputarão o segundo turno no RS

Os candidatos Eduardo Leite (PSDB) e José Ivo Sartori (MDB) disputarão o segundo turno da eleição para governador do Rio Grande do Sul. Eduardo Leite teve 2.143.603 votos com 35,9%, e José Ivo Sartori teve 1.857.335 votos com 31,11%. 

Ao longo da campanha, Eduardo Leite prometeu a criação de um ambiente mais favorável a novos empreendimentos. Assim, planeja melhorar a situação financeira do estado. Candidato à reeleição, José Ivo Sartori diz ter como objetivo a adesão do estado ao Plano de Recuperação Fiscal, para equilibrar as contas do estado.

Os dois candidatos enfrentaram duras críticas de adversários durante a campanha. Ex-prefeito de Pelotas, o tucano foi acusado por adversários devido a denúncias de que exames preventivos de câncer de colo de útero foram feitos por amostragem por uma empresa contratada pela prefeitura. Já Sartori sofreu ataques por não pagar em dia os salários dos servidores.

Fonte: G1

Heinze é eleito senador pelo Rio Grande do Sul

Luis Carlos Heinze é o novo senador do Rio Grande do Sul. O candidato do PP, que até um dia antes da eleição aparecia em quarto lugar nas pesquisas, obteve uma virada que surpreendeu seus adversários.

Com a apuração concluída, Heinze teve 21,94% dos votos válidos, com um total de 2.316.177. Ele mantém o PP como um dos representantes gaúchos no Senado.

O parlamentar inicialmente cogitou concorrer ao governo do estado, por uma decisão partidária optou por buscar a vaga ao Senado.

Fonte: Correio do Povo

São Borja possui 48.585 mil eleitores aptos a votarem no domingo

No domingo, dia 7 de outubro, acontece o primeiro turno da disputa eleitoral de 2018. São Borja é a 47º Zona eleitoral, sob a coordenação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RS).

 

Estão distribuídos nas 153 seções da cidade, de acordo com a Justiça Eleitoral de São Borja, o número de 48.585 mil eleitores registrados e aptos a votarem. Para o dia do pleito foram capacitados 612 mesários para atender a votação, que acontece em todo país das 8 às 17 horas. A coordenação geral da eleição em São Borja é responsabilidade da juíza Mônica Marques Giordani, com o apoio da Policia Federal, Brigada Militar, Polícia Civil e outros órgãos públicos.

 

No primeiro turno desse pleito serão votadas seis candidaturas para eleger deputados federais, deputados estaduais, senadores, governadores e presidente da República. Para votar em deputado federal são 4 dígitos; 5 para deputado estadual; para senador 3, duas vezes – já que serão eleitos dois senadores por estado – para governador 2 dígitos; e por último para presidente da república também 2 dígitos.

 

Para votar é preciso se dirigir a sua zona eleitoral, com o título de eleitor e documento oficial com foto, caso ainda não tenha realizado a biometria. Em São Borja, 11 mil eleitores cadastrados na biometria já podem votar a partir do reconhecimento biométrico.

 

Os primeiros resultados parciais da disputa eleitoral em níveis estaduais, estão previstos para serem divulgados no início da noite de domingo.

 

Por: Gabrielli Leiria

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura