Os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) decidirão no segundo turno, dia 28 de outubro, quem será o presidente do Brasil pelos próximos quatro anos.

Eles disputam a Presidência pela primeira vez, Bolsonaro obteve 49.275.358 votos (46,03%), e Haddad 31.341.839 votos (29,28%).

O resultado do primeiro turno quebrou a polarização entre PT e PSDB na eleição presidencial. Nas últimas seis eleições, os dois primeiros colocados foram dos dois partidos, com duas vitórias do PSDB (1994 e 1998) e quatro do PT (2002, 2006, 2010 e 2014).

Após a confirmação do resultado, Bolsonaro afirmou que o Brasil não pode “dar mais um passo à esquerda” porque, segundo ele, está “à beira do caos”. Ele falou em “unir o nosso povo, unir os cacos que nos fez o governo da esquerda no passado”.

Já Haddad se referiu à necessidade de união. “Queremos unir as pessoas que têm atenção aos mais pobres desse país tão desigual”, declarou. O presidenciável do PT disse que, para isso, contará com “uma única arma: o argumento”.

Fonte: Folha Uol

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura