O ex-presidente Michel Temer (MDB), se entregou à Polícia Federal (PF) em São Paulo nesta quinta-feira, dia 9. A 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) decidiu, por 2 votos a 1, pela revogação do habeas corpus e o retorno à prisão de Temer e de João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, amigo do ex-presidente. Eles estavam soltos desde o dia 25 de março após decisão liminar do desembargador Ivan Athié.

 

Temer disse que iria se apresentar "voluntariamente", ao contrário do que ocorreu em 21 de março, quando foi abordado na rua e preso por policiais federais em um desdobramento da operação Lava Jato no Rio.

 

Ele deixou sua casa, na Zona Oeste da capital, e seguiu escoltado até a Superintendência da PF. Sua defesa quer que ele fique detido na Superintendência na capital paulista, e não na do Rio, onde permaneceu preso em março.

 

A Justiça irá definir para onde Temer irá. A PF alega não ter condições de abrigá-lo por ser ex-presidente, Temer tem direito a uma sala de estado maior, o que não há no prédio da sede da corporação, zona oeste de São Paulo.

Fonte: G1

Por: Victor Silva

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura