• Guia

Cidade pode receber Memorial do Ex-governador Leonel Brizola

O prefeito Farelo Almeida realizou uma reunião com engenheiros do Sindicato do Rio Grande do Sul para debater a possibilidade da criação de um memorial para homenagear o político Leonel de Moura Brizola.

Essa discussão começou durante a inauguração do Museu Getúlio Vargas e a agora estão sendo estudadas as alternativas para viabilizar a questão. Segundo o prefeito, São Borja é conhecida como um dos berços do trabalhismo e a criação do memorial seria justificada por isso.

Em um primeiro momento vai ser discutida a possibilidade de criar um concurso de projeto a nível nacional, destinado a engenheiros e arquitetos, onde o que apresentar o melhor projeto vence.

Segundo o Secretário de Cultura e Desenvolvimento Econômico, Antonio Corim, essa opção facilitaria a obtenção de recursos da direção dos partidos e do governo.

No próximo mês secretários, sindicato e representantes do PDT reúnem-se em Porto Alegre para discutir a questão. A adaptação do projeto deve ser concluída até o final deste ano.

Não há prazo para o início das obras.

Situação da BR 285 preocupa Polícia Rodoviária Federal

As Rodovias Federais que dão acesso a cidade de São Borja voltaram a apresentar transtornos aos motoristas. Os buracos e desníveis na pista são uma consequência da quantidade de chuvas e à circulação de veículos com cargas além do permitido.

A delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirma que a pior situação, na região, é na BR 285, num trecho de aproximadamente 35 quilômetros, entre os municípios de Santo Antônio das Missões e São Luiz Gonzaga. No trecho da BR 287, nas proximidades de Nhu-Porã, o mesmo problema é registrado.

Já na BR 285 uma empresa faz a manutenção da rodovia e a PRF recomenda atenção aos motoristas, para evitar acidentes. Além dos buracos e desníveis, animais são encontrados na pista.

Greve do INSS não tem data para terminar

Diferente dos Servidores do Judiciário Estadual que decidiram pelo fim da paralisação, o Ministério da Previdência, mantém a greve dos Servidores Federais do INSS por tempo indeterminado.

A adesão iniciou há duas semanas. Praticamente todos os serviços estão suspensos na agência de São Borja, à exceção do agendamento de perícias. As solicitações de perícias ou renovações como, auxílio-doença, devem ser feitas por telefone, através do número 135.

Revitalização do Cais do Porto não tem data para iniciar

A prefeitura de São Borja está viabilizando as obras de revitalização no cais do porto, no bairro do Passo. Com verba federal e contrapartida do município, é prevista a implantação de 10 quiosques e um píer, mas por enquanto as obras ainda não estão confirmadas.

A área de Planejamento da administração municipal já realizou dois processos licitatórios para a definição de empreiteiras para as obras, entretanto não apareceram interessados.

Agora será feita sondagem de interesse para contratação direta, sem a necessidade de licitação, segundo faculta a legislação. Em relação ao píer, um dos obstáculos enfrentados é o valor disponível – R$ 318 mil reais – que é considerado insuficiente, devido à complexidade do projeto.

No caso dos quiosques, para a venda de lanches e bebidas, são previstos R$ 490 mil de repasse federal, mas o dinheiro só começa a ser liberado com as obras em andamento.

CCs demitidos na Câmara de Vereadores foram recontratados

Há duas semanas 37 cargos de confiança da Câmara de Vereadores de São Borja foram exonerados. A medida ocorreu depois de o legislativo verificar que os gastos com esses funcionários chegava a 75% e que só podia distribuir 70% do orçamento com o pagamento.

Depois de várias reuniões entre os vereadores, ficou definido que todos os cargos de confiança seriam exonerados e recontratados com salário mais baixo.

O projeto foi votado e encaminhado ao Prefeito Farelo Almeida que assinou a resolução. A diminuição foi de 20,5% para todas as funções.

Segundo o Presidente do Legislativo, Valério Cassafuz, todos os direitos, como férias e 13º, foram garantidos. A Câmara de Vereadores, atualmente, recebe 7% do valor arrecadado pela Prefeitura Municipal.

Os recursos são divididos em duas partes, 70% com pagamento de pessoal e 30% para realização de outras atividades, como manutenção, investimento em mídia, entre outros.

No próximo quadrimestre uma nova avaliação será realizada e caso seja necessário mais cortes podem ser realizados.

Ponte da Integração foi fechada durante protesto de servidores públicos

Aconteceu em São Borja manifestação de serviços públicos estaduais e federais em greve ou que podem deflagrar paralisação. A iniciativa é coordenada por grevistas da Justiça estadual e do INSS, mas houve adesão do Cpers-Sindicato e servidores da área policial e da Susepe.

A concentração foi em frente ao Fórum, no bairro Pirahy, e depois deslocamento até o trevo de acesso a Ponte da Integração. Os manifestantes promoveram, durante mais de uma hora, bloqueios a cada 15 minutos à passagem de veículos em ambos os sentidos na fronteira brasileiro-argentina.

A manifestação encerrou em frente à Prefeitura de São Borja. Os funcionários do Judiciário, que estão parados há mais de uma semana, esperam negociações com o Tribunal de Justiça em torno do pedido de 54% de reajuste salarial e realização de concurso público, entre outras reivindicações.

O Cpers, por seu turno, prepara ida de delegação a Porto Alegre segunda-feira (13) à noite, para acompanhar a votação, terça-feira (14), na Assembleia Legislativa, do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias.

A categoria, a exemplo da várias outras, protesta contra o fato de não haver previsão de reajuste salarial em 2016.

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura