Governo do Estado deverá desistir de finalizar as obras do quartel dos Bombeiros

O presidente do Sindilojas em São Borja e vice-presidente da Fecomércio, Ibrahim Mahmud, recebeu nova informação, esta semana, reforçando as evidências de que o governo do Estado vai mesmo desistir de finalizar as obras do novo quartel de Bombeiros na cidade.

Pela informação repassada, falta o Estado encerrar em definitivo contrato com empreiteira que abandonou as obras do quartel em 2013, para que a obra seja entregue ao município.

Mahmud diz que, isto ocorrendo, caberá mobilização na comunidade para garantir os 500 mil reais que faltam para a conclusão das obras.

O presidente do Sindilojas também diz que haveria possibilidade do dinheiro vir da União, através de uma emenda parlamentar.

Nesse sentido, Ibrahim Mahmud acionou o deputado Luís Carlos Heinze para que busque a verba federal através de emenda parlamentar.

A construção do novo quartel de Bombeiros em São Borja, na esquina das ruas Borges do Canto, General Marques e Júlio Tróis, em terreno doado pelo município, começou em março de 2009 e não foi concluída.

Cargos de Confiança serão exonerados na Câmara de Vereadores de São Borja

O presidente da Câmara de Vereadores, Valério Cassafuz, anunciou em entrevista coletiva que vai precisar realizar cortes nos salários dos funcionários de cargo de confiança do legislativo local.

Segundo Cassafuz, com a atual folha de pagamento, a Câmara está infringindo a Lei de Responsabilidade Fiscal. De acordo com essa determinação, o legislativo só pode gastar 70% do seu orçamento com pagamento de funcionários.

Como atualmente o valor gasto com pessoal está quase atingindo os 75%, o presidente da Câmara de Vereadores precisará realizar uma diminuição nesse tipo de gasto. Após várias reuniões entre todos os vereadores, ficou definido que todos os cargos de confiança serão exonerados e depois recontratados com salário mais baixo.

A diminuição será de 20,5% para todas as funções. Valério Cassafuz fez questão de destacar que essa decisão não é por falta de recursos, pois, segundo ele, atualmente a Câmara tem R$ 100 mil sobrando em caixa.

Após a exoneração oficial de todos os cargos de confiança, será votado o projeto que já está tramitando na Câmara de Vereadores para que os salários sejam diminuídos. Após a votação, todos os profissionais poderão ser recontratados novamente, seguindo a indicação de cada vereador.

O presidente do legislativo informa que todos os direitos como férias, décimo terceiro, rescisão, entre outros, estão garantidos. A Câmara de Vereadores de São Borja atualmente recebe sete por cento do valor arrecadado pela Prefeitura Municipal.

Os recursos devem ser gastos divididos em duas partes, 70% com pagamento de pessoal e 30 por cento para realização de outras atividades, como manutenção, investimento em mídia, entre outros.

No próximo quadrimestre uma nova avaliação será realizada e caso seja necessário mais cortes podem ser realizados.

Servidores da justiça estadual entram em greve

Os servidores da Justiça Estadual, incluindo o Fórum de São Borja, estão em greve a partir de hoje por tempo indeterminado. A categoria alega defasagem salarial de 54% e sobrecarga de trabalho, destacando que enquanto milhares de aprovados em concurso aguardam nomeação, o atual quadro de funcionários é cada vez mais deficitário.

De acordo com os líderes da paralisação, o objetivo é também mostrar à sociedade que o trabalho dos servidores da Justiça, assim como o dos juízes, é indispensável para o andamento das demandas judiciais. Em São Borja, como em todo o Rio Grande do Sul, somente as questões urgentes terão andamento, como casos ligados à saúde, infância e juventude ou ações de pensão alimentícia, por exemplo.

Mudanças serão realizadas na Câmara de Vereadores

Até a terça-feira (23) o presidente da Câmara de Vereadores, Valério Cassafuz, está realizando uma série de reuniões para implementar mudanças no legislativo de São Borja. Cassafuz informa que medidas com o objetivo de readequar as atividades da Câmara de Vereadores com a atual Lei de Responsabilidade Fiscal serão aplicadas ainda nesse ano.

Além disso, o presidente do legislativo ressalta que essas readequações também irão resultar em economia para a Câmara. O vereador Valério Cassafuz disse que todos os detalhes dessa questão só serão divulgados após a conclusão das reuniões que estão previstas e que ainda nessa semana dados concretos serão repassados.

Prefeitura enfrenta dificuldades para realizar revitalização do Cais do Porto

A prefeitura em São Borja ainda segue tentativa para que as obras de revitalização no Cais do Porto, que vêm sob impasse há mais de um ano, sejam realizadas. As obras consistem na implantação de quiosques para vendedores ambulantes e de um píer, nos dois casos com verba federal e contrapartida do município.

São dez quiosques e, em uma primeira licitação, não houve empresas interessadas na construção, estando previsto um novo processo para 30 de junho. O secretário de Planejamento, Júlio César Vieira, explica que o desinteresse das empreiteiras se deve ao fato de que o governo só libera recursos depois de executada parte da obra, mas as empresas querem garantias do repasse do dinheiro, preferencialmente de maneira antecipada.

Não havendo interessados na próxima licitação, a prefeitura poderá contratar empresas diretamente, mas se isso não for possível de imediato, poderá perder os R$ 490 mil reais da União previstos para as obras.

Em relação à plataforma de pesca, a ser implantada na chamada Ponta da Faixa, no Rio Uruguai, o desinteresse das empreiteiras se deve a complexidade das obras e aos recursos estabelecidos, segundo o secretário. Júlio Vieira informa que 318 mil reais estão disponíveis para o projeto.

Novo diretor do hospital Ivan Goulart ainda não foi definido

Nesta semana acontece a inauguração do Centro de Oncologia do Hospital Ivan Goulart. A clinica será especializada no tratamento do câncer e as atividades iniciam no dia 26 de junho, com objetivo de melhor atender os pacientes diagnosticados com a doença em São Borja e região.

Ainda não está definido oficialmente quem será o novo diretor do Hospital Ivan Goulart. Segundo o Presidente da Fundação Ivan Goulart, Celso Rigo, o nome será divulgado na próxima semana. Uma empresa que realiza serviços de consultoria de Porto Alegre está realizando o processo seletivo que vai indicar nomes para ocupar do cargo.

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura