• Guia

Programação desta quarta-feira do Sesquicentenário da Invasão Paraguaia

Além da presença ainda hoje na cidade da cúpula do Exército na Região Sul do país, a programação que assinala os 150 anos da resistência de São Borja na Guerra do Paraguai tem dois outros importantes eventos.

Um deles é a inauguração, às cinco da tarde, da obra de arte na Praça da Viação Férrea, e a outra atividade é uma sessão solene, às sete da noite, no Clube Recreativo São-borjense. Os artistas plásticos Jose Cura, de Corrientes, e a são-borjense Mikita Cabeleira produziram quadro painéis, reproduzindo algumas das cenas mais significativas da participação local na Guerra do Paraguai.

Ainda acontece o espetáculo Som e Luzes e depois a dissertação de uma poesia alusiva ao sesquicentenário da guerra contra os paraguaios.

Definição sobre o quartel dos bombeiros pode sair ainda hoje

Nesta terça-feira, às 17hs30min, acontece audiência no Palácio Piratini em Porto Alegre com o Governador do Estado, José Ivo Sartori, e delegação de São Borja.

Participará da reunião Ibrahim Mahmud, Presidente da Fecomércio, Gustavo Stock, representando a Acisb, Valério Cassafuz, Presidente da Câmara de Vereadores e o Prefeito Farelo Almeida. A audiência foi possível mediante o intermédio do Deputado Estadual Ibsen Pinheiro.

O assunto a ser discutido é a conclusão da obra do quartel dos bombeiros em São Borja, o questionamento que será feito por parte de nossos representantes será se o governo pretende concluir a obra ou não.

Caso a resposta seja negativa, será feito pedido para que o Governador repasse o imóvel para a Prefeitura ou apenas autorize que a Prefeitura finalize a obra.

A idéia posterior é que seja feito uma campanha de arrecadação em São Borja e seja levantado a quantia necessária, cerca de R$500 mil reais.

Na pauta da reunião também estará o tema plataforma logística e segurança pública.

631 São-Borjenses tiveram título eleitoral cancelado

Está disponível nos sites do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), os nomes e os números dos títulos de eleitores que foram cancelados por ausência às urnas nas três últimas eleições.

Do universo de 142.822.083 eleitores na época do último pleito realizado no país, foram cancelados 1.711.267 títulos. Para aplicação dessa regra, cada turno é considerado uma eleição.

O cancelamento ocorreu depois de passado o prazo de 60 dias para que os 1.781.115 eleitores passíveis de terem o documento invalidado pudessem regularizar a situação perante a Justiça Eleitoral.

Desse total, apenas 64.580 (3,62%) compareceram aos cartórios eleitorais portando documento oficial com foto, título e comprovantes de votação, de justificativa e de recolhimento ou dispensa de recolhimento de multa.

Para saber se o documento foi cancelado, basta acessar o link "situação eleitoral", no espaço "serviços ao eleitor", disponível nos sítios eletrônicos da Justiça Eleitoral. Já a relação por região, estado e município pode ser acessada na aba "eleitor", "estatísticas de eleitorado", "eleitores faltosos". Em São Borja, o total de eleitores nas últimas eleições foi de 49.931, destes, 631 pessoas tiveram o seu título de eleitor cancelado.

Para reverter esse quadro e regularizar o título eleitoral, o eleitor deverá comparecer, pessoalmente, ao cartório eleitoral de sua inscrição ou, em caso de mudança de endereço, no cartório eleitoral ao qual pertença sua residência.

Ele deverá levar um documento de identidade, e, se possuir, apresentar o título eleitoral e os comprovantes de justificativa de ausência em cada turno das eleições, além de comprovante de residência.

A regularização não é necessária para eleitores com menos de 18 anos ou com mais de 70, para os quais o voto é facultativo.

Pessoas com deficiência e que têm dificuldade de cumprir as obrigações eleitorais também não terão o título suspenso. O cancelamento do título eleitoral provoca uma série de consequências, como impedir a obtenção de passaporte e carteira de identidade, o recebimento de salário de função ou emprego público, e a tomada de alguns tipos de empréstimos.

A ausência de registro também pode dificultar matrícula em instituições de ensino e a nomeação em concurso público.

Prefeitura vai realizar leilão

Bens móveis e imóveis serão leiloados pela Prefeitura de São Borja no dia 16 de junho, a partir das 10hs. Na oportunidade serão oferecidos micro-ônibus, tratores, reboque, sucatas de motoniveladoras, peças, equipamentos, móveis, ferro e sucatas em geral.

Também serão disponibilizados imóveis rurais e urbanos. Todas as informações estão disponibilizadas no site saoborja.rs.gov.br.

São Borja comemora 181 anos de Emancipação Política

A Câmara de Vereadores de São Borja desenvolve programação nesta quinta-feira (21), a partir das 19hs, assinalando o aniversário de 181 anos de emancipação política do município. Desmembrado de Rio Pardo, o município teve sua emancipação político-administrativa em 21 de maio de 1834.

Também serão registrados os 25 anos da sua atual Lei Orgânica, promulgada em 3 de abril de 1990. O início da programação será com o lançamento da obra biográfica sobre "Hermes Pereira de Souza" da jornalista e escritora Themis Pereira de Souza Vianna.

Depois ocorre a reinauguração da galeria de fotos dos ex-presidentes e ex-vereadoras da Câmara Municipal. A sessão solene de homenagem ao município, aos 25 anos da Lei Orgânica e aos vereadores constituintes será a partir das 20hs.

Haverá pronunciamento de Iberê Teixeira que, na condição de vereador, foi relator da Lei Orgânica em vigor. As repartições municipais não funcionam nesta quinta-feira, em função de ponto facultativo, mas não são previstos eventos festivos pelo aniversário.

Atividades desse tipo ocorrem normalmente em outubro, no aniversário de formação histórica de São Borja como Primeiro dos Sete Povos das Missões.

Emancipação político administrativa será lembrada em evento

A Câmara de Vereadores de São Borja desenvolve programação nesta quinta-feira (21), a partir das 19hs, assinalando o aniversário de 181 anos de emancipação política do município. Desmembrado de Rio Pardo, o município teve sua emancipação político-administrativa em 21 de maio de 1834.

Também serão registrados os 25 anos da sua atual Lei Orgânica, promulgada em 3 de abril de 1990. O início da programação será com o lançamento da obra biográfica sobre "Hermes Pereira de Souza" da jornalista e escritora Themis Pereira de Souza Vianna.

Depois ocorre a reinauguração da galeria de fotos dos ex-presidentes e ex-vereadoras da Câmara Municipal. A sessão solene de homenagem ao município, aos 25 anos da Lei Orgânica e aos vereadores constituintes será a partir das 20hs.

Haverá pronunciamento de Iberê Teixeira que, na condição de vereador, foi relator da Lei Orgânica em vigor. As repartições municipais não funcionam nesta quinta-feira, em função de ponto facultativo, mas não são previstos eventos festivos pelo aniversário.

Atividades desse tipo ocorrem normalmente em outubro, no aniversário de formação histórica de São Borja como Primeiro dos Sete Povos das Missões.

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura