• Guia

Prefeitura afirma que PAM, transporte escolar e Feira do Livro serão mantidos

Em comunicado oficial na manhã desta quinta-feira, a Secretaria Municipal da Saúde confirmou que os serviços do Pronto Atendimento Médico (PAM) não serão suspensos. A Secretaria vai remanejar funcionários para que o PAM continue atendendo a população normalmente.

 

Já a Secretaria de Educação informou que o transporte escolar continua normalmente e que houve apenas um problema no início da semana com um dos ônibus da frota. Esclarece também que não procede a informação de falta de professores nas escolas de educação infantil, ressaltando apenas que estão ocorrendo remanejamentos no setor.

 

Por fim, a Prefeitura de São Borja também informou que a Feira do Livro será mantida este ano. O evento contudo contará com menos atividades e será realizado em parceria com o Sesc.

Bonotto vence eleição para prefeito

Com 62,61% dos votos Eduardo Bonotto, do PP, venceu a eleição para prefeito de São Borja neste domingo. O prefeito e candidato à reeleição, Farelo Almeida, do PDT, ficou com 37,39% dos votos.

Para a Câmara foram eleitos João Carlos Reolon, João Luiz Dornelles, André Dubal, Adão Santiago, Eugênio Dutra, Sandra Marques e José Luis Boca, o PP; Valério Cassafuz, Celso Lopes, Junior, Fátima da Rocha e Cardial, do PDT; Jefferson Homrich, do PTB; Carmelito Amaral, do PT; e Marcelo Robalo do PSB.

Todos os resultados na edição nesta quarta-feira, na Folha de São Borja.

São Borja escolhe neste domingo seu futuro prefeito e vereadores

Neste domingo, dia 2 de outubro, 49.521 eleitores estarão aptos a decidir quem será o próximo prefeito e os 15 vereadores de São Borja que assumirão em janeiro de 2017.

Estarão funcionando com urnas eletrônicas, entre 8 e 17 horas, 145 seções eleitorais em diferentes locais da cidade e do interior do município. Algumas seções acabaram sendo agregadas a outras por conta do pequeno número de eleitores.

A apuração dos votos de São Borja iniciará após às 17 horas de domingo, tão logo cheguem os primeiros resultados das urnas eletrônicas junto ao Cartório Eleitoral, na rua General Marques, em frente ao Parcão.

A Justiça Eleitoral deverá divulgar parciais da votação que deve se encerrar completamente para o município, com totalização pelo TRE/RS em torno das 20 horas.

Justiça Eleitoral pede que eleitores compareçam cedo às seções

Na semana que antecede o dia 2 de Outubro, dia em que acontecem as eleições municipais, a Justiça Eleitoral fez um apelo aos 49.521 eleitores aptos a participar da votação do próximo domingo, em São Borja. O órgão pede para que os eleitores compareçam mais cedo às seções, isto porque acreditam que pode haver demora na votação por conta da identificação biométrica. Ao todo, 3.100 eleitores já fizeram o cadastro.

Apesar de o número de eleitores com cadastro biométrico ser minoria, perante o número de eleitores do munícipio, a chefe do Cartório, Lizete Volz, afirma que praticamente todas as 166 seções que vão funcionar no domingo possuem eleitores cadastrados. Lizete também chama atenção para o Instituto Arneldo Matter, E.E. Técnica Olavo Bilac e a E.E. Apparício Silva Rillo, que possuem maior número de eleitores no município.

Por Letícia Beilfuss

Parlamentares da Câmara de São Borja reduzem seus salários

Na última segunda-feira, às 14h, ocorreu a reunião ordinária da Câmara que definiu o novo piso salarial dos profissionais do Poder Executivo e Legislativo de São Borja. A iniciativa entrará em vigor a partir da próxima legislatura (2017/2020) e visa contornar o déficit nas contas do município.

Os salários dos cerca de 15 secretários em atuação passarão de R$ 8.205,19 para R$ 6.564,16. O valor da remuneração dos vereadores será o mesmo dos secretários, ou seja, R$ 6.564,16. O do presidente da Câmara R$ 9.846,24. Os valores pagos ao prefeito e seu vice, passará respectivamente para R$ 16.720,59 e R$12.289,36.

Por Rodrigo Nogueira

Vereadores de São Borja votam projeto que reduz salário na próxima segunda-feira

Na próxima segunda-feira, 26, os vereadores de São Borja decidirão se aceitam ou não a proposta que reduz 20% do salário de vereadores, secretários municipais, vice-prefeito e prefeito a partir da próxima legislatura, 2017 a 2020.

Com a aprovação do projeto, os salários dos secretários e vereadores passarão para R$ 6.564,16. Para presidente da Câmara, o salário fica em R$ 9.846,24.

Já no Poder Executivo, em relação ao salário do vice-prefeito, o valor passará de R$ 15.361,69 para R$ 12.289,36. O do prefeito passará de R$ 20.900,73 para R$ 16.720,59.

A votação acontece na Câmara de Vereadores, a partir das 14h. A sessão é aberta ao público.

 

Por: Letícia Beilfuss

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura