O número de equinos diagnosticados com a doença do mormo subiu para 17 no Rio Grande do Sul. O novo caso foi confirmado ontem e divulgado apenas nesta terça-feira (10) em Porto Alegre.

De acordo com o chefe da divisão de Defesa Sanitária Animal da Secretaria da Agricultura e Pecuária, Marcelo Göcks, o cavalo doente era o único animal da propriedade, que não chegou a ser interditada. O equino morreu.

O mormo é uma doença infecciosa que acomete os equinos. Não há vacina e nem tratamento para a doença que é causada por bactéria. Ela é transmitida pelo contato com o material infectante, pelas vias aéreas, principalmente por secreções ou por bebedouros ou comedouros.

A estimativa da Secretaria de Agricultura e Pecuária é de que mais de 40 mil testes tenham sido realizados somente neste ano.

São cerca de 300 mil equinos no Rio Grande do Sul.

Fonte: Rádio Gaúcha

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua Riachuelo, 928 - Centro São Borja,RS - 97670-000
Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: folhadesaoborja@gmail.com

assinatura