• Guia

Segundo o diretor do Departamento de Defesa Agropecuária da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação (SEAPI), Antônio Carlos Ferreira Neto, a vacinação contra a febre aftosa foi prorrogada até o dia 15 de junho.

A medida foi adotada para atender a solicitação de entidades do sistema produtivo ligado à pecuária de corte e do leite. O pedido foi encaminhado ao Ministério da Agricultura que prorrogou o prazo em decorrência da greve dos caminhoneiros. 

O produtor que ainda não vacinou seu rebanho deve ir até as casas agropecuárias, adquirir as doses recomendadas e fazer a aplicação, para em seguida, comprovar a imunização. Juntamente com a aplicação da vacina, o produtor deve realizar a declaração anul de rebanho, prorrogada também por 15 dias. 

 Por: Maria Isabel Ramos 

 

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua General Osório, 2341/Sala 1 - Centro São Borja,RS - 97670-000

Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura