Encomendado pela Assembleia Legislativa,

levantamento ouviu 1.500 pessoas em oito regiões do RS

Foi apresentado na tarde desta segunda-feira (12) o resultado da pesquisa sobre os impactos da pandemia no aprendizado de crianças e adolescentes do estado. Promovido pela Assembleia Legislativa, o estudo executado pelo Instituto de Pesquisas de Opinião (IPO) ouviu os gaúchos para entender as suas percepções sobre a educação no contexto da Covid-19.

 

Os principais apontamentos são sobre a necessidade de políticas públicas que assegurem o reforço escolar, promovam a segurança sanitária e investimentos para a aquisição de equipamentos e estrutura tecnológica para as aulas em formato híbrido. Participaram do evento presencial o presidente do Legislativo, deputado Gabriel Souza (MDB), a cientista social e política, diretora do IPO, Elis Radmann, os deputados Carlos Búrigo e Beto Fantinel, presidente e vice-presidente da Comissão de Educação, respectivamente. De forma virtual, acompanharam a secretária estadual de Educação, Raquel Teixeira, a deputada Zilá Breitenbach (PSDB) e jornalistas.

 

Conforme o presidente Gabriel, os dados coletados servirão como base para a elaboração de proposições legislativas que contemplem o cenário atual. “São referências importantes da nossa sociedade, pais e mães, professores e cidadãos de um modo geral, que também sofrem com os efeitos da pandemia e têm contribuições significativas”, declarou o parlamentar.

 

A partir dos três pontos principais obtidos no estudo, Gabriel destaca a criação de projetos de lei que viabilizem programas de recuperação do conteúdo para mitigar a baixa aprendizagem gerada pelo ensino remoto, sobretudo no ano passado; estipulação de protocolos sanitários, incluindo a aquisição de EPIs e outras iniciativas para que seja possível manter as aulas no formato presencial; e a compra de ferramentas tecnológicas para garantir a qualidade das aulas em formato híbrido.

 

Projeto incentiva qualificação das estruturas das escolas

A partir do diagnóstico apresentado pela Assembleia Legislativa, o deputado Carlos Búrigo, anunciou que apresentará na reunião da Comissão de Educação desta terça-feira (13) o projeto de lei que cria o “Programa de Incentivo à Qualificação da Infraestrutura Física e Tecnológica da Rede Estadual de Ensino”. Seguindo a metodologia do Programa de Incentivo ao Acesso Asfáltico (PIAA/RS), a proposta prevê que empresas possam destinar uma parte do ICMS devido para a qualificação da infraestrutura física e tecnológica das escolas estaduais.

Sobre o estudo

 

O levantamento integra as ações da Presidência da ALRS com o projeto “O RS PÓS-PANDEMIA”. A primeira fase consistiu em um debate que reuniu especialistas em educação em maio. Já a segunda etapa compreendeu a aplicação e divulgação da pesquisa sobre as tendências apontadas pelos educadores e, por fim, será feita a entrega de um pacote de ações legislativas. O ciclo de debates promoveu também discussões sobre economia e saúde. O próximo tema será desigualdade social, agendado para agosto.

 

Clique no link e confira o estudo na íntegra: 

https://drive.google.com/file/d/1RDAOwZID0H_5VU7hinTa2yhOB3WnvU55/view?usp=sharing

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua Riachuelo, 928 - Centro São Borja,RS - 97670-000
Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura