A edição 2019 do festival começa hoje, dia 18, no Centro Nativista Boitatá, a partir das 18 horas, e encerra-se amanhã, dia 19. O festival visa oportunizar as manifestações artístico-culturais do Rio Grande do Sul e contará com a participação de músicos, poetas, compositores, intérpretes e grupos folclóricos.

 

O evento contou com um total de 340 músicas inscritas, sendo que em sua primeira fase foram selecionadas 15 músicas na categorial geral e cinco músicas na categoria regional, totalizando 20 músicas. Na final, que acontece no dia 19, se apresentarão 12 músicas pertencentes a categoria geral e duas da categoria regional.

 

Entre as categorias do concurso estão: melhor letra, melhor melodia, melhor arranjo, melhor intérprete e melhor instrumentista. A comissão avaliadora é formada por Eri Côrtes, Amigo Souza, Roberto Carvalho, Rodrigo Bauer e Érlon Péricles. 

 

O maior prêmio do concurso é de R$ 4 mil, destinado ao primeiro lugar. Todas as músicas classificadas para a final estarão em no CD oficial do evento e, além do prêmio, ganharão o Troféu São Pedro.

 

 

Os prêmios para a classificação são:

  • As cinco músicas classificadas em nível local, receberão a premiação de R$ 1,2 mil;
  • As 15 músicas classificadas em nível geral, receberão a premiação de R$ 3mil;
  • As 12 músicas classificadas para a final, receberão, um adicional de R$ 500,00;
  • Para o vencedor em 1° lugar, o valor será de R$ 4 mil;
  • Para o vencedor em 2° lugar, o valor será de R$ 3 mil;
  • Pra o vencedor em 3° lugar, o valor será de R$ 1,5 mil;

 

As 15 canções classificadas foram:

 

 

A alma do meu cavalo – Jorge Ireno Reis – Marcelo Kichlowski Noms;

A vida num fim de tarde – Túlio Souza e Tuni Brum;

Brados de plumas ao mundo – Diego Muller e Guilherme Castilhos;

Esse teu jeito de rio – João Sampaio/ Luiz Conrado e Felipe Goulart;

Enforquilhado – José Carlos Batista de Deus e Emerson Ismael;

Fogueira de gratidão – Túlio Varella Souza e Arisson Martins;

Interpéries – Giba Trindade e Zulmar Benites;

Mazurca para um fim de tarde – Jorge Nicola Prado e Leonardo Dias Morales;

Não convém facilitar – Igor Silveira e Nilton Ferreira;

O caminhão do florentino – Silvio Genro e Renato Fagundes;

O maior tribunal – Carlos Omar Vilella Gomes e Arisson Martins;

O poeta e a inspiração – Marco Antonio Xiru Antunes / Robledo Martins e João Bosco Ayala;

O rio e a enchente – José Cézar Matesich e Tuni Brum;

Sobre a canoa de uma lua nova – Chico Luiz e Juliano Javoski;

As cinco canções classificadas em nível local:

Minhas memórias – Paulo Onésio da Silva Junior;

Na presilha dos ventos – Flávio Sartori e Márcio Trindade;

O mesmo rio – Rafael Correia e Lucas Ramos;

Pica fumo – Vantuir Cáceres;

Quando florescem as rosas – Pedro Luiz Pinto;

 

 

 

 

Fonte: Rádio Cultura/Rede Social do Evento

Por: Erika Dal'Carobo

Expediente

Andres Editora Jornalística Ltda.
Rua Riachuelo, 928 - Centro São Borja,RS - 97670-000
Fones: (55)3431-1100 / 3431-2394
Email: [email protected]

assinatura